A Nikola, startup de caminhões movidos a hidrogênio, firmou uma parceria com a multi-setorial de equipamentos Bosch para a fabricação de módulos do combustível em uma nova estrutura, em Coolidge, Arizona, nos Estados Unidos. O acordo está programado para abastecer os dois modelos da montadora, Nikola Tre e Nikola Two, previstos para chegar ao mercado mundial em 2023.

A Bosch fabricará as células em uma estrutura nova de 15.240 mil metros quadrados adjacentes à fábrica da Nikola também estará transferindo suas atividades. A startup também estará expandindo seu departamento de pesquisa e desenvolvimento, mas não informou os custos da expansão, nem se são divididos com a nova parceria.

publicidade
laboratório da Nikola, com pátio aberto e duas salas fechadas e mesa eletrônica ao centro
Empresa está estendendo estrutura de pesquisa junto à avanços da Bosch. (Imagem: Divulgação/Nikola)

Mark Russell, o presidente da Nikola, considera que o acordo com a Bosch é o “melhor dos dois mundos” num comparativo de produção versus aquisição:

“Estaremos colaborando com a Bosch para desenvolver e reunir módulos de combustível especificamente para nossas aplicações na nossa mesma fábrica em Coolidge, Arizona, onde fabricamos nossos caminhões Nikola, usando componentes importantes fabricados pela rede de manufatura global da Bosch.”

Startup se recupera de acusações de fraude

caminhão estacionado na frente de parede vazia
Nikola Tre é montado em parceria com fabricante europeia e está previsto para chegar em 2023. (Imagem: Divulgação/Nikola)

O acordo entre Bosch e Nikola pode indicar um futuro melhor para a startup de caminhões de hidrogênio, já que o presidente anterior, Trevor Milton, foi acusado Departamento de Justiça dos Estados Unidos por fraude. O executivo havia mentido em suas declarações públicas e virtuais sobre a tecnologia dos caminhões, num esforço de atrair mais investidores.

Apesar dos contratempos, a Nikola permanece em bons ventos. A fabricante está entregando seus caminhões Tre, em parceria com a montadora europeia Iveco, prometendo performance de 300 milhas (ca. 483 km) com carga total. Já o irmão menor, Nikola Two, aproveitaria a mesma bateria para autonomia de 900 milhas (ca. 1.448 km) por abastecimento.

Via Forbes

Leia mais:

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!