Uma patente obtida pela Ferrari mostra que no futuro, os carros da montadora italiana poderão medir a temperatura do corpo do motorista, e ajustar o ar condicionado ou aquecimento do carro de forma automática. O uso de sensores em carros não é nenhuma novidade, com vários objetivos, mas a Ferrari promete levar o recurso além do padrão atual do mercado.

Ajustes pontuais de temperatura em diferentes pontos da cabine do carro

Essas câmeras observariam não só o motorista, mas também os demais passageiros do veículo, redirecionando o sistema de ar condicionado (frio ou quente) para os pontos necessários. O sistema poderia fazer ajustes de acordo com o tipo de corpo do motorista e passageiros, além do gênero, o que seria feito através de reconhecimento de voz.

publicidade

Leia mais:

O monitoramento da temperatura seria feito através de câmeras térmicas, ou termográficas, instaladas no teto. Como diz o PopSci, além dessas câmeras, outras espalhadas pela cabine poderiam medir diferentes partes do corpo dos passageiros, e assim, gelar mais a parte que está mais quente, por exemplo.

Além disso, ele também conseguiria perceber os pontos nos quais o sol está batendo, e fazer ajustes pontuais para reduzir o calor ali. Como estamos falando de uma patente, não existe nenhuma garantia de que o recurso vá ser implementado, mas é uma possibilidade interessante.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!