A CoronaVac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, foi aprovada para uso em crianças de seis anos ou mais no Chile. A decisão foi tomada pela agência reguladora de medicamentos, órgão semelhante à Anvisa do país andino, nesta segunda-feira (6).

Assim como no Brasil, a CoronaVac tem um papel importantíssimo para a campanha de vacinação do Chile. Até o momento, o país já aplicou as duas doses da vacina em mais de 13 de seus 19 milhões de habitantes. Das mais de 26 milhões de doses aplicadas, 19,5 milhões, eram da CoronaVac.

publicidade
Ilustração de imunizante CoronaVac
CoronaVac é uma parte importantíssima do programa de vacinação do Chile. cadu.rolim/Shutterstock

Até o momento, a única vacina aprovada para crianças ou adolescentes no Chile era a Pfizer. Porém, o imunizante da farmacêutica americana só havia sido aprovado para adolescentes com 12 anos ou mais, o que deixava de fora do programa de imunizações boa parte das crianças em idade escolar.

De acordo com o ministro da saúde chileno, Enrique Paris, a aprovação da CoronaVac para maiores de seis anos é muito importante para a segurança de crianças em idade escolar e para aquelas que não foram incluídas nos planos de vacinação anteriores.

Votação tranquila

Dos oito membros do conselho encarregado de aprovar o uso do imunizante, cinco deles foram favoráveis à aplicação em crianças com seis anos ou mais. Dois também foram favoráveis à aprovação, mas para maiores de 12 anos. Apenas um membro foi contrário ao uso da vacina em crianças.

Leia mais:

O Chile é o terceiro país a aprovar o uso da CoronaVac em crianças. Além dos andinos, a China e a Indonésia também aprovaram o uso do imunizante em crianças em caráter emergencial. No Brasil, a Anvisa rejeitou um pedido parecido por falta de dados.

Por aqui, apenas a vacina da Pfizer é aprovada para uso em adolescentes, também com 12 anos ou mais. Porém, a campanha de vacinação caminha a passos lentos nesta faixa etária aqui no Brasil.

Via: CNN Brasil

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!