Thomas Pesquet, um engenheiro da Agência Espacial Europeia (ESA), é um dos membros da Expedição 65 da Nasa, que está na Estação Espacial Internacional (ISS) desde abril. Em seu segundo voo espacial, o francês é famoso por entregar algumas imagens absolutamente surreais da Terra.

É o caso desta impressionante fotografia feita por ele diretamente da cúpula da ISS.

publicidade

Nessa imagem da Terra, podemos ver as luzes das cidades “duelando” com a luz de estrelas distantes. A faixa laranja ao redor do planeta é, de acordo com o astrônomo Juan Carlos Munoz , a emissão de átomos de sódio, aproximadamente 90 quilômetros acima da superfície terrestre. Também há uma tênue faixa verde logo além dela, que é criada por átomos de oxigênio sendo excitados. 

Leia mais:

Imagem da borda da Terra exigiu concentração e quase zero movimento

Segundo Pesquet, não é fácil conseguir uma fotografia assim. “Não apenas você, como fotógrafo, tem que ficar extremamente imóvel segurando a câmera, mas também a Estação Espacial se move tão rápido que haverá algum movimento de qualquer maneira”, explica ele na legenda da foto. A ISS está viajando a mais de 17.000 milhas por hora e completa uma órbita sobre a Terra a cada 90 minutos ou mais. 

É um período agitado na ISS, com a terceira missão SpaceX Crew-3 prevista para ser lançada no fim de outubro, iniciando a Expedição 66 da estação. 

Na ocasião, Pesquet assumirá como comandante, quando a tripulação de quatro pessoas na missão Crew-3 se juntará aos demais. Na Expedição 66 também terão dois civis russos, o diretor de cinema Klim Shipenko e a atriz Yulia Peresild, para filmar cenas de um filme chamado O Desafio. 

Com informações do Cnet.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!