O Manaus Tech Hub (MTH), espaço de inovação aberta do Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia, deu início a mais uma edição do programa de residência “Conexão Distrito”. O projeto visa incentivar startups e, nesta rodada, terá a Cola-Cola (Recofarma Manaus) como participante.

Startups de todo Brasil podem se inscrever por aqui até 20 de setembro, apresentando soluções para um dos três desafios operacionais inicialmente elencados pela empresa: a falta de conexão entre rede de negócios e shopfloor; a dificuldade de encontrar fornecedores locais capacitados e; uma forma eficaz de replicar a filosofia de trabalho nos processos de gestão de terceiros na planta.

publicidade

No dia 5 de outubro serão divulgadas as três startups selecionadas para participar do programa.

Imagem mostra mãos empilhando blocos em uma superfície reta, alguns dos blocos possuem letras que formam a palavra startup
Para startups: Manaus Tech Hub abre programa de desafios propostos pela Coca-Cola. Crédito: Gajus/Shutterstock

“Nós fomentamos nos nossos funcionários os comportamentos de crescimento que incentivam o empoderamento, a curiosidade, a agilidade e a inclusão, que são características do ecossistema de startups. Por isso o Conexão Distrito faz tanto sentido para nós, pois permite a aproximação com o ecossistema de inovação para encontrar soluções para nossas dores internas. Estamos muito felizes em participar do programa e esperamos que seja uma jornada de grandes aprendizados”, afirmou Milena Perez, gerente-geral da planta da Coca-Cola em Manaus.

A Recofarma Manaus é a terceira maior fabricante de concentrados da Coca-Cola no mundo. Está instalada no Distrito Industrial há 31 anos e, atualmente, atende todo o mercado nacional, além da Bolívia, Colômbia, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Para o especialista em inovação do MTH, Daniel Goettenauer, “ter a Coca-Cola como parceira nessa rodada do Conexão Distrito é muito significativo. Nosso objetivo é conectar startups de todo país a grandes indústrias instaladas no Polo Industrial de Manaus, fomentar a inovação aberta, conectar diferentes atores do ecossistema de inovação e mostrar para o Brasil todo o potencial tecnológico manauara.”

Leia mais!

O programa será conduzido de forma híbrida (principalmente na modalidade virtual) e busca startups que tenham capacidade de execução e relacionamento próximo com as equipes técnicas das empresas. Além de trazer soluções inovadoras e contribuir com o desenvolvimento local.

O programa ‘Conexão Distrito’ conta com apoio do Sidia, da Associação Brasileira de Startups (Abstartups), da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM), do FIEMG Lab, do The Grandeal, da Fundação Rede Amazônica (FRAM), do STATE Innovation Hub e das iniciativas Creative Startups e OCEAN Brasil.

Crédito da imagem principal: Gajus/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!