O primeiro lançamento orbital da Firefly Aerospace acabou com uma falha fatal: o foguete Alpha explodiu no ar. Segundo a empresa, o “desligamento prematuro” de um propulsor causou o acidente.

A empresa afirmou que um dos quatro propulsores Reaver se desligou antes do previsto, cerca de 15 segundos após o lançamento. Com isso, a capacidade de aceleração e estabilização do foguete ficou comprometida. Ele começou a girar no céu e perdeu completamente o controle.

publicidade

Ainda segundo a Firefly, foi utilizado um sistema de finalização de voo que evitou que o foguete oferecesse perigo se caísse ainda inteiro.

Se fosse bem sucedido, o primeiro voo orbital marcaria a inauguração da empresa no serviço comercial de transporte de cargas para clientes privados, um setor dominado pela SpaceX, de Elon Musk. O foguete Alpha, tem 29 metros de altura e é capaz de armazenar quase uma tonelada de carga.

A explosão destruiu equipamentos e sensores de teste, bem como diversos trabalhos acadêmicos do Projeto DREAM.

A investigação do acidente ainda vai continuar para determinar o real problema do propulsor que se fechou antes do previsto.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!