Administrar o seu próprio negócio e ainda dar conta de um calendário repleto de datas importantes pode ser um desafio e tanto para o empreendedor. Saiba que algumas datas comemorativas representam momentos em que as vendas no varejo simplesmente disparam.

Pensando nisso, é uma boa ideia se preparar para aproveitar essas oportunidades que surgem ao longo do ano, já que os consumidores geralmente aproveitam essas datas para gastar mais.

publicidade

Use as datas comemorativas para impulsionar vendas

Quando a meta é impulsionar vendas, as datas comemorativas são essenciais. Contudo, tenha em mente que não basta criar qualquer promoção. É necessário pensar em campanhas atraentes para atrair os consumidores.

A primeira dica para sair na frente é: invista em propaganda e ofertas. Dessa forma, você pode alcançar um público mais amplo.

Adotando essas ações, você ainda tem a oportunidade de criar uma relação mais próxima com os seus clientes. Dessa maneira, você terá mais informações para entender o que eles mais procuram na internet e acertar em cheio na hora de criar promoções.

Saber agradar os consumidores também é fundamental, seja com descontos ou vantagens como frete grátis, por exemplo. Essa é outra estratégia que vai muito bem nas datas comemorativas.

Por último, prepare um calendário e crie conteúdo na internet voltado para a data comemorativa do momento. Além disso, é sempre importante focar no bom atendimento ao cliente.

Confira abaixo algumas datas que costumam movimentar o varejo nacional.

  • Datas para ficar de olho

Algumas datas sazonais podem fazer a diferença no seu negócio, no entanto, como já estamos em setembro, alguns períodos de alta já passaram, como: Carnaval, o Dia do Consumidor, comemorado no dia 15 de março, o Dias das Mães em maio (que só perde para o Natal em volume de vendas), Dia dos Namorados (12 de junho) e, por fim, o Dia dos Pais em agosto.

Ainda assim, restam duas ocasiões muito relevantes para 2021: a Black Friday em novembro e o Natal.

Black Friday

balões dom imagem de desconto na Black Friday
Muitos consumidores aguardam a Black Friday para investir em algum item importante. Imagem: Karolina Grabowska/Pexels

A Black Friday, uma tradição norte-americana, vem ganhando cada vez mais força a cada ano no Brasil. Geralmente, os clientes só esperam uma coisa nesta data: gastar menos.

Pensando nisso, criar um bom planejamento, oferecer descontos e atender a demanda é essencial, já que para muitos esse é o momento certo para trocar de celular, comprar uma TV maior ou investir em algum item importante para a casa.

Em 2020, as vendas na Black Friday movimentaram R$ 4 bilhões, alta de 25,1% em relação ao ano passado. A estimativa é de aumento na Black Friday 2021.

Confira algumas dicas simples para aproveitar ao máximo essa data de explosão de vendas online.

  • Os hábitos de compras mudaram: uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) revelou que 61% dos consumidores compraram mais na internet durante a pandemia, ou seja, as pessoas estão cada vez mais abertas a realizar compras no e-commerce.
  • Desperte o interesse do público: parte do seu público, provavelmente, já está fazendo ou planejando as suas compras para a Black Friday. Portanto, essa é a hora de tentar atrair os clientes com cupons de desconto e ofertas especiais.
  • Valorize seus clientes: em vez de atingir várias pessoas com uma determinada oferta, envie e-mails exclusivos para quem já comprou os seus produtos antes. Só tenha cuidado para não lotar a caixa de entrada dos clientes e ofereça algo que realmente é de interesse do seu público.

Leia mais:

Natal

Por último, mas não menos importante, vem o Natal. Como estamos falando da data comemorativa mais relevante do ano, vale adotar as mesmas dicas citadas até aqui e até trabalhar fora do horário se o objetivo é vender mais.

Outra dica simples para a data é investir no visual (o que também vale para as lojas virtuais) e em pacotes de presente temáticos.

E nos meses menos agitados?

Como tudo no mercado, o varejo também tem os seus momentos de baixa, por isso, criar uma reserva financeira nos meses de mais lucro é essencial, ainda mais com as incertezas impostas pela pandemia.

O mês de janeiro, por exemplo, pode ser fraco para o comércio, já que de maneira geral o gasto do consumidor se concentra quase todo no final do ano (IPVA, matrícula escolar, férias, dentre outros).

No fim, se sair bem na Black Friday e no Natal já pode garantir um fôlego extra para passar bem pelos meses seguintes. É importante reforçar que além das datas comemorativas, é fundamental manter um bom planejamento para o ano todo.

Créditos da imagem principal: Kriang kan/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!