O tão aguardado primeiro trailer de ‘Matrix 4’ de Lana Wachowski, também conhecido como ‘Resurrections’, está disponível para o mundo, reintroduzindo o lutador pela liberdade psiquicamente talentoso Neo (Keanu Reeves) e Trinity (Carrie-Anne Moss). A primeira olhada na nova prévia é elegante – e estranhamente – familiar aos eventos do longa original de 1999, com cenas do protagonista caminhando através do reflexo ondulante de um espelho, lutando com o Morpheus em um dojo, agora interpretado por Yahya Abdul-Mateen II, e muitas pílulas azuis.

Acredite ou não, mas já se passaram quase 18 anos desde o lançamento do último capítulo da saga, ‘Matrix Revolutions’, o terceiro filme da trilogia original. Muito aconteceu desde então, tanto fora quanto na tela. Para qualquer um que coçar a cabeça tentando se lembrar do que aconteceu no final do filme em questão, e como esses eventos podem oferecer uma pista do que aconteceu antes de ‘Resurrections’, agora parece uma boa hora para reconsiderar e olhar para trás – visto que Wachowski, aparentemente, parece ao mesmo tempo inovar e manter a tradição da mitologia na nova sequência da série, tornando a história ainda mais complicada.

publicidade

‘Matrix Revolutions’, de 2003, terminou com Neo viajando para a Cidade das Máquinas lado de Trinity na aeronave de Niobe (Jada Pinkett Smith), chamada de Logos, na tentativa de intermediar uma trégua com Deus Ex-Machina e terminar a guerra. A caminho do local, o casal é emboscado por Bane (Hugo Weaving), um lutador da resistência humana assimilado pelo Agente Smith durante os eventos de ‘Reloaded’. O protagonista luta com o vilão, e no decorrer da sequência é cegado por um cabo de força exposto durante a briga. Apesar disso, “o Escolhido” descobre que tem a capacidade de ver os códigos-fontes das máquinas no mundo real, permitindo-lhe “ver” e, por fim, derrotar Bane.

Conforme a Logos se aproxima da Cidade das Máquinas, a nave é bombardeada pelas defesas do local. O meio de transporte consegue chegar à área, mas Trinity é mortalmente ferida, deixando Neo sozinho. Ele se encontra com o Deus Ex-Machina, propondo uma trégua entre os humanos e as Máquina com a condição de derrotar seu inimigo mútuo, o Agente Smith – que representa uma ameaça imediata tanto para a Matrix quanto para o Mundo Real.

matrix ressurections neo
Neo fica cego em ‘Matrix Revolutions’. Imagem: Warner Bros./Divulgação

Neo acaba derrotando, enfim, o Agente Smith, mas o destino do “Escolhido” é incerto; vemos o corpo dele embalado em uma barcaça que, posteriormente, o carrega para a Cidade das Máquinas. As Sentinelas, máquinas de matar homens e mulheres que foram ordenadas por Deus Ex-Machina a parar de atacar a cidadela humana de Zion por conta do acordo com as condições da trégua, são vistas se retirando após a derrota do vilão. A Matrix é. então, vista se reiniciando na esteira da vitória do protagonista.

Na cena final do filme, O Arquiteto (Helmut Bakaitis) se encontra com o Oráculo (Mary Alice) em um parque, dizendo que ela “jogou um jogo perigoso” ao introduzir a variável de Trinity na última encarnação do ciclo recorrente do sistema da Matrix e planejando tal resultado. Como foi explicado a Neo pelo Arquiteto no final de ‘Reloaded’, houve um total de seis iterações diferentes da Matrix criadas para aprisionar a humanidade e assimilar o impulso de resistência da raça humana no ciclo autoperpetuante da existência, eliminando todos os homens e mulheres libertados da Matrix entre as iterações antes de criar uma nova geração de lutadores da resistência liderados por um “Escolhido” diferente.

matrix ressurections neo
Neo, aparentemente, se sacrifica em ‘Matrix Revolutions’. Imagem: Warner Bros./Divulgação

Ou seja, o que separa Neo de todos os “Escolhidos” anteriores é o amor que tem pela humanidade, que era uma constante em todos os predecessores, porém com ele estava focado em uma pessoa em particular: Trinity. Isso deu ao protagonista a motivação para não perpetuar o ciclo de destruição embutido na Matrix e, em vez disso, priorizar a vida no final de ‘Matrix Reloaded’.

No final de ‘Revolutions’, o Arquiteto e o Oráculo concordam que qualquer humano que deseje deixar Matrix teria agora a oportunidade de fazê-lo, e que a trégua durará “enquanto puder”. O Oráculo, então, é abordado pelo guarda-costas Seraph (Collin Chou) e Sati (Tanveer K. Atwal), uma jovem programa autoconsciente que o Oráculo adotou no início do filme como pupilo. Quando ela pergunta se Neo será visto novamente, a personagem responde: “Suspeito que sim. Algum dia.”

Leia mais:

O que isso significa para ‘Matrix Resurrections’? É razoável especular que o filme se passa algum tempo depois dos eventos de ‘Revolutions’, dada a disparidade entre a aparição de Neo naquele longa e a aparição dele no próximo episódio. Quando vimos “o Escolhido” pela última vez, ele estava sendo levado para o coração da Cidade das Máquinas. Uma foto vista rapidamente trailer sugere que o protagonista ainda pode estar lá e que, aparentemente, as máquinas cuidaram dele após a reinicialização da Matrix.

Com base na cena final entre o Arquiteto e o Oráculo, parece que a Matrix em ‘Resurrections’ poderia ser uma construção inteiramente separada criada especificamente para Neo, um tipo de sistema de suporte de vida que sustenta a mente do personagem enquanto as máquinas possivelmente trabalham para “ressuscitá-lo”. Isso pode explicar as referências visuais estranhas a momentos do primeiro filme vistos no trailer, bem como alguns momentos que puxam cenas reais e praticamente idênticas do longa original.

De qualquer forma, como explicar o aparecimento de Trinity em ‘Matrix Resurrections’? Embora a tenhamos visto morrer durante os eventos de ‘Revolutions’, não seria uma total loucura pensar que a personagem que vemos no trailer não seja, de fato, a versão original, mas sim uma projeção da amada de Neo criada por meio de memórias retiradas da mente dele.

Quanto aos novos personagens interpretados por Jessica Henwick (‘Love and Monsters) e Yahya Abdul-Mateen II, o final de ‘Matrix Revolutions’ sugeriu que “muitos humanos continuariam a prosperar e sobreviver no mundo real”. É possível que eles façam parte de alguma facção da resistência humana que está tentando recuperar o corpo de Neo da Cidade das Máquinas e, potencialmente, colocando em risco a estabilidade da trégua.

neo ressurections
Em, ‘Matrix Resurrections’, Neo é visto sendo cuidado pelas Máquinas – exatamente o ponto onde o público o viu pela última vez em ‘Revolutions’. Neo, aparentemente, se sacrifica em ‘Matrix Revolutions’. Imagem: Warner Bros./Divulgação

Escrito e dirigido por Lana Wachowski, cocriadora da franquia original, ‘Matrix 4’ traz o retorno de Keanu Reeves na pele de Neo Carrie-Ann Moss como TrinityLaurence Fishburne, aparentemente, não retornará como Morpheus no novo filme (entenda o caso). Outros nomes que retornam para o quarto longa da saga são Jada Pinkett-Smith como NiobeLambert Wilson como Merovingian Daniel Bernhardt como o agente Johnson.

‘Ressurrections’ também trará novos personagens e alguns deles serão vividos por atores de peso, como Neil Patrick Harris (‘How I Met Your Mother’), Yahya Abdul-Mateen II (‘A Lenda de Candyman’), Christina Ricci (‘A Família Addams’), Jonathan Groff (‘Mindhunter’) e Priyanka Chopra (‘Baywatch: S.O.S. Malibu’).

Além deles, quatro atores de ‘Sense8’, série também criada por Wachowski, estão presentes. São eles: Brian J. Smith (Will Gorski na série da Netflix), Eréndira Ibarra (Daniela), Max Riemelt (Wolfgang) e Toby Onwumere (Capheus). De forma oficial, nenhum dos novos personagens tiveram os papéis revelados.

Matrix: Ressurrections‘ está marcado para estrear nos cinemas do mundo todo em 22 de dezembro de 2021. No Brasil, a Warner Bros. antecipou o lançamento em uma semana: 16 de dezembro. Atualmente, todos os filmes da saga estão disponíveis no serviço de streaming HBO Max, além da animação em computação gráfica que precede os acontecimentos dos longas, ‘Animatrix: A História Antes da Matrix‘.

Fonte: Polygon

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!