A Dinamarca anunciou o fim de todas as restrições contra a Covid-19 nesta sexta-feira (10). O país pode voltar a receber shows e eventos com público de 50 mil pessoas além de não haver necessidade do uso de máscara e de apresentação de testes negativos.

A mudança vem após as altas taxas de vacinação no país, que agora atinge cerca de 73% da população de quase 5,8 milhões de habitantes. Desde 1º de setembro, a necessidade de apresentação de uma comprovante foi removida.

publicidade

Dinamarca contra a Covid-19

No último dia 4 de setembro, um evento para 15 mil pessoas chamado de “Retorno à Vida” foi feito como teste em Copenhague. “Estamos definitivamente na vanguarda, porque não temos mais restrições”, comentou à AFP Ulrik Ørum-Petersen, promotor do evento e que vai organizar um grande show no próximo sábado (11).

Leia mais:

Recentemente, a Organização Mundial de Saúde (OMS) elogiou a postura do governo dinamarquês com a pandemia. “Como muitos países, a Dinamarca, durante a pandemia da Covid-19, implantou medidas de saúde pública ou sociais para reduzir a transmissão. Mas, ao mesmo tempo, teve amplo apoio de indivíduos e comunidades que aceitaram os conselhos do governo”, disse Catherine Smallwood, responsável da entidade por emergências na Europa.

Apesar do anúncio, o ministro da Saúde, Magnus Heunicke disse no fim de agosto que caso os diagnósticos de Covid-19 voltem a aumentar, o governo não vai hesitar em voltar com medidas restritivas.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Via G1