O isolamento social causado pela Covid-19 causou um boom nas lives de artistas pela internet, opção que substituiu os shows e salvaram os compromissos na primeira fase da pandemia. A situação, no entanto, não foi momentânea e acabou aflorando a criatividade do mercado, que enxergou oportunidade e demanda para a criação de novos apps.

Foi assim que nasceu o Taboom, nova plataforma brasileira de transmissões ao vivo com foco em conteúdo relevante e interatividade. Lançado em maio deste ano, o app já está disponível para download nos celulares iOS e Android, e não apenas no Brasil, como nos Estados Unidos e em Portugal.

publicidade

“Nossa missão é aproximar artistas e produtores de conteúdo de seus fãs, conectando-os com o máximo de interatividade, engajamento, relevância, diversão e oportunidades de monetização”, afirma Karl Loriega, um dos fundadores da Taboom e ex-Diretor Digital da ABS-CBN, maior empresa de mídia das Filipinas.

Novo aplicativo brasileiro de lives chega ao mercado para “aproximar artistas de seus fãs”. Imagem: Taboom/ Divulgação

O outro fundador é o belo-horizontino Bruno Orsini, que atuou mais de dez anos no Vale do Silício como Gerente de Produto e Business Development do Google e, na sequência, como Diretor de Produto do Quinto Andar. “A ferramenta já está proporcionando muitas possibilidades de interação. Por exemplo, os criadores de conteúdo podem fazer quiz e enquetes em tempo real, batalhas de dança e até receitas culinárias, em que o público escolhe os ingredientes que vão ser usados”, explicou Bruno.

Leia mais!

Criadores de conteúdo já aderiram ao Taboom

Entre os criadores que já estão na plataforma estão; Marco Luque, que está se apresentando no app de lives até o final de outubro, dando espaço para os personagens Jackson Faive (o motoboy), Mustafary, Ed Nerd, entre outros; e Gabi Vidigal, criadora do “Pílula Matinal”, além de advogada e empresária.

Para os criadores de conteúdo, ferramentas para mudar o layout das lives em tempo real, enquanto o público continua ouvindo a transmissão, mesmo abrindo outras abas no celular, é possível. Além disso, para estimular os produtores durante a live, o app permite que os usuários “remunerem” diretamente os criadores enviando presentes virtuais. Basta recarregar seu saldo comprando os créditos, previamente. Os preços variam de R$ 4,90 (50 moedas) a R$ 22,90 (255 moedas). Todos já começam com saldo de 200 moedas.

Clique aqui para conhecer e baixar a plataforma.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!