O Santander Brasil confirmou esta semana a compra da startup Apê11, uma proptech paulista (startup do setor imobiliário) que oferece aos clientes uma plataforma digital de compra e venda de imóveis.

Apesar de o valor do negócio não ter sido revelado, o que se sabe é que a aquisição envolve ações e aumento de capital. A estratégia faz parte do esforço do Santander de ampliar a sua atuação no segmento imobiliário, visto que o banco terá 90% de controle do capital da startup.

publicidade

Leonardo Azevedo, co-fundador da Apê11, diz que a integração com o banco trará “mais capacidade para inovar”. O executivo e a sua equipe de funcionários continuarão na empresa.

Leia mais:

Sandro Gamba, diretor de negócios imobiliários do Santander, revela em um comunicado que a companhia obteve “forte crescimento de sua operação e tem uma tecnologia robusta” para ampliar as suas ofertas de “serviços e produtos financeiros”.

A compra da plataforma digital, segundo o executivo, também permitirá “acelerar o desenvolvimento de soluções integradas” do Santander voltadas para o mercado imobiliário.

Plataforma da startup é baseada em IA

A plataforma da startup funciona com inteligência artificial. A tecnologia identifica o perfil de interesse e direciona o usuário até os imóveis ofertados. O sistema de buscas utiliza uma série de filtros e também traz dados sobre bairro e região das residências.

Criada em 2018, a Apê11 funciona como um marketplace. Sua operação se concentra atualmente apenas em São Paulo (SP), no entanto, a expectativa é que a integração com o Santander permita uma expansão do serviço para todo território nacional.

Créditos da imagem principal: Manuel Esteban/Shutterstock

Via: Itforum

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!