Caminhar faz bem para a saúde e isso todos nós já sabemos. Mas, quantos passos exatamente precisamos dar para manter o corpo em dia? Pesquisadores da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, resolveram levar essa questão a fundo e chegaram a uma resposta.

Segundo o estudo publicado na revista científica Jama Network, é preciso dar 7 mil passos todos os dias para reduzir o risco de mortalidade em níveis que variam de 50% a 70%.

publicidade

E aí você pode pensar: eu não tenho como contar cada passo do meu dia para saber se estou seguindo esse cálculo. Pois bem, vamos facilitar: o número sugerido pelos especialistas equivale a cerca de 4 km a 5 km. Vale destacar que essa distância vai mudar de acordo com a altura da pessoa. Afinal, quem tem pernas mais longas vai mais longe em um só passo.

Você achou muito para andar em um dia só? A boa notícia é que, segundo os pesquisadores, o movimento feito dentro de casa ou em uma caminhada até o mercado, por exemplo, já conta como um aliado para a sua saúde.

publicidade
Mulher subindo escadas
Pessoas que dão 7 mil passos por dia podem viver mais. Imagem: Shutterstock / siam.pukkato

Leia mais:

Como os pesquisadores chegaram ao cálculo dos 7 mil passos?

O estudo acompanhou 2.110 voluntários com idades entre 38 e 50 anos para entender como as caminhadas poderiam influenciar nos casos de mortes prematuras.

publicidade

Os participantes foram divididos em três grupos: o primeiro, dava menos de 7 mil passos por dia. O segundo, por sua vez, cumpria a meta. O último, superava 10 mil passos diários.

As conclusões saíram apenas 10 anos após o início da pesquisa, entre 2020 e 2021. As pessoas que deram 7 mil passos por dia tinham de 50% a 70% menos risco de morte prematura, em relação a quem não atingia essa marca.

publicidade

E um detalhe curioso: os que andaram além da meta, superando os 10 mil passos, não apresentaram menos riscos de morte se comparados aos voluntários que ficaram apenas nos 7 mil.

Fica a dica: a regularidade dos exercícios pode ser mais importante do que a intensidade para uma pessoa viver mais e de uma forma saudável.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!