O PicPay atingiu a marca de meio bilhão em créditos e deve lançar outro serviço financeiro em breve: a modalidade de empréstimos P2P Lending, em que um familiar ou amigo poderá emprestar dinheiro usando o app do serviço. O modelo, inclusive, já funciona em fase de testes há quinze dias em Vitória (ES) através de um braço financeiro do grupo J&F (dono do PicPay).

Segundo as estimativas do próprio PicPay, o serviço conta hoje com 55,4 milhões de usuários. Dessa fatia, 27,3 milhões representam usuários ativos, ou seja, são pessoas que usaram o app pelo menos uma vez nos últimos três meses.

publicidade

Desde o ano passado, o crescimento de usuários do serviço foi expressivo, impulsionado principalmente pela pandemia, que explodiu a demanda pelas plataformas de pagamento digital. A estratégia indica que a empresa, além de se manter relevante frente à concorrência, quer monetizar a sua base de usuários.

Leia mais:

Por enquanto, as transações são, na maioria, operações de crédito pessoal por meio do Banco Original, é o que relata Frederico Trevisan, chefe de Crédito do PicPay. A meta é incluir outros bancos nos próximos meses.

Fundado na capital do Espírito Santo em 2012, o PicPay ganhou força após ser comprado pela J&F (que também possui a JBS, a maior processadora de carnes do mundo). Em 2020, a plataforma passou a operar com a venda de produtos financeiros usando cartão de crédito.

Por fim, vale ressaltar que a J&F anunciou um novo investimento de R$ 3 bilhões na plataforma até 2023.

PicPay comprou GuiaBolso mirando o Open Banking

O PicPay também anunciou em julho a compra do ‘GuiaBolso’, especializado em finanças pessoais. Com a aquisição, a expectativa é de que a empresa invista pesado no Open Banking.

O fundador do GuiaBolso, Thiago Alvarez, inclusive, assumiu a posição de diretor de Open Banking no PicPay, reforçando essa tendência.

Alvarez afirma que a aquisição agrega na maneira como a fintech lida com os dados dos usuários: “Uma coisa é você ter os dados dos usuários, outra coisa é saber refinar e trabalhar com eles”, disse o executivo.

O valor da operação não foi divulgado, no entanto, especula-se que além do montante de até R$ 200 milhões, o PicPay também complementou o acordo transferindo ações aos fundadores do GuiaBolso.

Créditos da imagem principal: Alison Nunes Calazans/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!