Nesta terça-feira (14), o astronauta da Nasa Mark Vande Hei anunciou que irá permanecer na Estação Espacial Internacional (ISS) até março de 2022, após receber autorização para estender sua missão no laboratório orbital.

Vande Hei embarcou em abril, o que significa que ele passará um total de 353 dias vivendo e trabalhando na ISS. Esse período faz com que ele bata um recorde: o de voo espacial mais longo de um astronauta americano.

publicidade
O astronauta da Nasa Mark Vande Hei ficará 353 dias na Estação Espacial Internacional. Imagem: NASA

Antes dele, a marca pertencia a Scott Kelly, que permaneceu no espaço por 340 dias. “Não acho que seja um recorde que eu atribuísse a mim, é um recorde que atribuiria ao nosso programa espacial”, disse Vande Hei. “Espero que esse recorde também seja quebrado e isso será mais um sucesso para nosso programa espacial”.

“Honestamente, é emocionante”, disse Vande Hei em um vídeo feito na ISS. “Acho que todos os astronautas são exploradores de coração”, acrescentou. “Estou ansioso para, como ser humano, entender como é fazer algo assim”.

No vídeo, Vande Hei explica que vê a viagem prolongada como uma forma de ajudar a comunidade científica a entender como o corpo humano resiste aos longos voos espaciais que serão necessários para visitar destinos no espaço profundo, como Marte, por exemplo.

Leia mais:

Astronauta da Nasa teve problema de saúde que impediu caminhada espacial

De acordo com o site Space, normalmente, as visitas à ISS duram cerca de seis meses. Uma viagem de ida e volta a Marte provavelmente levaria mais de dois anos, de acordo com a Nasa.

“Obrigado, Mark, por sua dedicação à Nasa e às pesquisas que irão preparar a humanidade para as missões de Artemis à Lua e, posteriormente, a Marte!”, escreveu o administrador da Nasa, Bill Nelson, em um tweet.

Vande Hei é aquele astronauta que teve um problema de saúde há algumas semanas, o que o impediu de realizar uma caminhada espacial fora da ISS. Depois, foi revelado que o problema era um nervo comprimido em seu pescoço. 

Ele precisou, então, ser substituído pelo astronauta Akihiko Hoshide da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA), limitando-se a apoiar a atividade de dentro da estação espacial.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!