O órgão regulador de concorrência sul-coreano anunciou nesta terça-feira (14) que vai multar o Google em 207,4 bilhões de wons coreanos, o que equivale a cerca de US$ 177 milhões. O motivo? Supostamente, a big tech abusou da sua posição dominante no mercado mobile para “sufocar” os seus competidores.

A gigante de buscas também teria impedido que fabricantes como a Samsung usassem sistemas operacionais alternativos em seus aparelhos, pelo menos é o que sugere a agência governamental.

publicidade

O portal de notícias local, Yonhap News, acrescenta que o Google exigia que os fabricantes de celulares Android assinassem contratos sobre licenças de loja de aplicativos e acesso antecipado ao funcionamento do sistema móvel.

Celular Android com a tela ligada
Acordo teria impedido que as empresas instalassem versões modificadas do Android em seus aparelhos. Imagem: ymgerman/Shutterstock

Vale lembrar que o Android, desenvolvido pelo Google, detém atualmente a maior fatia do mercado de smartphones, muito à frente do iOS da Apple.

Leia mais:

Google impediu a inovação no segmento mobile

As autoridades alegam que essa prática sufocou a inovação no desenvolvimento de novos sistemas operacionais para dispositivos móveis. Além da multa, o KFTC (Korea Fair Trade Commission) demanda que a companhia pare de forçar as empresas a assinarem acordos e ordenou que ela adotasse medidas corretivas.

Um porta-voz do Google argumentou que a empresa oferece vantagens como o programa de compatibilidade do Android, que estimula a inovação em hardware e software para os fabricantes de telefones e desenvolvedores: “A decisão ignora esses benefícios e prejudicará as vantagens desfrutadas pelos consumidores.” O Google pretende apelar da decisão.

Vale ressaltar que no final de agosto, o parlamento sul-coreano também aprovou um projeto de lei que permitirá que os desenvolvedores de aplicativos evitem o pagamento de comissões às principais operadoras de lojas de aplicativos, incluindo a Play Store do Google. Mais um golpe contra a companhia de Mountain View.

Créditos da imagem principal: Rafa Press/Shutterstock

Fonte: Cnbc, Yohap News

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!