De acordo com uma pesquisa realizada pelo OTRS Group, diversas empresas de todo o mundo estão sofrendo com o suporte de tecnologia da informação (TI) para colaboradores em home office.

O estudo aponta que o problema já acontece há bastante tempo, mas se agravou ainda mais com a pandemia de Covid-19 que obrigou diversas companhias a mandarem seus funcionários para casa para evitar o risco de contaminação.

publicidade
Representação gráfica da tecnologia da informação
Pesquisa mostra que funcionários em home office estão decepcionados com o suporte de TI. Imagem: Shutterstock

“Com a pandemia causada pela Covid-19, as empresas se adaptaram aos seus colaboradores trabalhando em casa. Obviamente, a mudança trouxe muitas preocupações em relação à segurança de dados e informações”, afirmou o diretor-geral do OTRS Group para Brasil e Portugal, Luciano Oliveira.

A pesquisa entrevistou 500 executivos de segurança da informação e outros 500 profissionais de service desk da Alemanha, Brasil, Estados Unidos, México e Singapura, e mostrou que 47% dos voluntários esperavam ser atendidos pelo TI em até 30 minutos.

Outros 69% esperavam que a ajuda viesse em até 60 minutos. O atendimento do TI foi de até 60 minutos para 39% dos pesquisados, e de mais de uma hora para 28% e de mais de um dia para outros 28%.

Leia também!

Segundo 55% dos responsáveis pelo setor de TI das empresas participantes, houve um aumento superior a 25% nos incidentes de tecnologia desde que os funcionários passaram a atuar em home office, aumentando muito a demanda do setor.

“O ano passado foi difícil para quase todos. As empresas têm trabalhado para se ajustar à nova realidade, que inclui mais trabalhadores remotos. Porém, é importante que as empresas tenham uma visão holística das atividades de suporte e central de serviços para garantir que seus funcionários, assim como os clientes, tenham o suporte de que precisam para se destacarem neste novo ambiente”, disse COO do OTRS Group, Christopher Kuhn.

Crédito da imagem principal: Gorodenkoff/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!