O Twitter concordou em pagar 809 milhões e meio de dólares, cerca de 4 bilhões e 300 milhões de reais, em um processo judicial movido pelos próprios acionistas da companhia. Parece um contra senso, mas tudo começou com uma promessa não cumprida.

Segundo a ação, a empresa enganou os investidores sobre as perspectivas de crescimento da rede social em novembro de 2014, o que causou um otimismo excessivo.

publicidade

O Twitter prometeu que o número de usuários ativos mensais iria aumentar para 550 milhões em um prazo intermediário e para mais de um bilhão no “longo prazo”. Mas as estimativas não se concretizaram e mais: a empresa teria escondido que não tinha base para essas projeções.

De acordo com o pacto, o Twitter pretende usar dinheiro em caixa para pagar o valor do acordo no quarto trimestre. A rede social não fez outros comentários sobre o assunto.

Mas esse não é o único contratempo enfrentado pela empresa este ano.
Em abril, um tribunal russo multou o Twitter em diminutos 42 mil dólares, por não excluir o que as autoridades disseram ser conteúdo proibido, relacionado a pornografia infantil, suicídio e uso de drogas.

O maior prejuízo fica por conta da imagem da empresa. E ainda as autoridades afirmaram que iam reduzir a velocidade no carregamento de fotos e vídeos do Twitter para usuários russos no desktop.

Na índia, o Twitter também enfrentou diversos conflitos com o governo por resistir em cumprir regras do país. A rede social chegou a ter os escritórios em Nova Délhi invadidos pela polícia indiana.

O Twitter afirmou que o ato sugeria uma forma de intimidação e que estava preocupado com uma potencial ameaça à liberdade de expressão sobre os usuários…

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!