O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que está na comitiva do Brasil para a Assembleia-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, testou positivo para a Covid-19. Queiroga não voltará ao Brasil por enquanto e ficará 14 dias em isolamento nos Estados Unidos.

À CNN Brasil, Marcelo Queiroga disse que está bem e sem sintomas. O ministro esteve na Assembleia-geral da ONU nesta terça-feira (21), onde Jair Bolsonaro discursou pela manhã. Contudo, o ministro declarou que usou máscara de proteção durante todo o tempo que esteve no local.

publicidade

Leia mais:

Por conta da pandemia da Covid-19, já existia a orientação de que os diplomatas brasileiros presentes no evento não participassem de reuniões ou encontros bilaterais com representantes de outros países. A Assembleia-geral da ONU foi aberta nesta terça-feira (21) e será encerrada na próxima sexta-feira (24).

Possível surto

Marcelo Queiroga não é o primeiro brasileiro na Assembleia-geral da ONU a testar positivo para a Covid-19. Além do ministro, um diplomata, que não teve o nome divulgado, e foi responsável por preparar a estadia da comitiva presidencial em Nova York, também foi infectado.

A infecção do diplomata foi confirmada no último sábado (18) pelo Itamaraty. O que se sabe até o momento é que o funcionário foi enviado à Nova York com a missão de preparar a segurança e agilizar detalhes burocráticos da ida de Bolsonaro à ONU.

Viagem polêmica

Bolsonaro na ONU
Ida de Bolsonaro tem sido um dos pontos mais polêmicos da 76ª Assembleia-geral da ONU.Crédito: Alan Santos/Presidência da República

A presença do presidente do Brasil tem sido um dos pontos mais polêmicos da edição de 2021 da Assembleia-geral da ONU. O presidente brasileiro é o único dos chefes de Estado entre as vinte maiores economias do mundo que não se vacinou contra a Covid-19.

Alguns políticos de outras nações, inclusive, chamaram a atenção do presidente. O primeiro deles foi Bill De Blasio, prefeito de Nova York, que citou nominalmente Bolsonaro e chegou a listar locais de vacinação na cidade para que o mandatário brasileiro se imunizasse.

Via: CNN Brasil

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!