O sistema de direção autônoma dos carros da Tesla está na mira das autoridades norte americanas. Em uma entrevista ao Wall Street Journal, Jennifer Homendy, nova chefe do Conselho Nacional de Segurança dos Transportes, se disse extremamente preocupada com a atualização do sistema Full Self Driving. Ela chamou o nome do sistema de piloto automático da Tesla de “enganoso e irresponsável”.

Isso por que o nome quer dizer literalmente “autodireção plena”.
E essa tecnologia ainda está longe de ser alcançada pelos carros da Tesla. Por enquanto, o sistema exige que o motorista fique com as mãos no volante o tempo todo.

publicidade

Mas o nome pode levar a conclusões enganosas, e por consequência, a acidentes.

Homendy afirma que a propaganda e as falas do CEO Elon Musk são responsáveis por exemplo em casos em que pessoas apareceram em carros da Tesla sem ninguém ocupando o banco do motorista.

A atualização do sistema para o nivel dois promete levar o piloto automático para dentro das cidades, já que na versão anterior, a função era oficialmente só para uso em estradas.

Elon Musk afirma que 2 mil pessoas testaram o sistema em beta por quase um ano, sem acidentes. O sistema é pago e quem requisita a atualização deve passar por um período de uma semana de testes, monitorando o uso do carro pelo motorista. Só ganha acesso a quem tiver “bom comportamento”.

Apesar da propaganda massiva da Tesla, quem está à frente na tecnologia de direção autônoma é a Honda, que já alcançou o nível 3. Esse nível oferece mais segurança, mas ainda há a necessidade da atenção constante do motorista…

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!