Um bólido, tipo de meteoro com mais força que o normal, passou por Vitória, no Espírito Santo, e traçou um risco que iluminou o céu. A imagem foi capturada à uma e 38 da madrugada do dia 20 de setembro pela astrônoma amadora Luciana Fontes, que é ligada ao grupo Exos Ciência Cidadã de observação.

O nome bólido é dado a meteoros com brilho excepcionalmente alto, que invariavelmente acaba iluminando a região por onde passa com maior intensidade do que meteoros comuns. Mas a palavra pode ser usada também para qualquer corpo celeste com capacidade de formar crateras, ou como sinônimo para as “bolas de fogo”.

publicidade

Não é a primeira vez que um corpo celeste cruza os céus capixabas: em maio deste ano, a chuva de meteoros conhecida como “Eta Aquáridas” iluminou a região sudeste, sendo vista também em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!