A Anatel emitiu o certificado de homologação para dois smartphones intermediários que podem chegar em breve ao Brasil: o Moto E40 e o já conhecido Huawei Nova 8i. Enquanto o modelo da Motorola tem grandes chances de ser lançado nacionalmente, é pouco provável que a marca chinesa traga seu dispositivo para o nosso mercado enquanto ainda não pode utilizar serviços do Google.

O Moto E40 é o representante do segmento de entrada nessa dupla de homologações, já que a linha Moto E fica abaixo do Moto G – que também tem aparelhos bem simples e torna tudo mais confuso. Este celular aparece dentro do banco de dados da Anatel com duas versões distintas, mudando a memória interna, RAM e também a versão do Android instalada.

publicidade

Leia também

Motorola Moto E20 (Imagem: divulgação/Motorola)
Motorola Moto E20 (Imagem: divulgação/Motorola)

O aparelho homologado utiliza o código XT2159-1 na versão com 4 GB de RAM e 64 GB para memória interna, enquanto o XT2159-2 faz o trabalho com 2 GB para RAM e apenas 32 GB de espaço para armazenamento. A limitação do segundo Moto E40 também significa a presença do Android 11 Go, no lugar da variante completa do sistema operacional móvel do Google.

Os documentos da homologação ainda apontam a presença de dois espaços para SIM card em ambos os modelos, junto de carregador que será entregue ao consumidor com 15 watts de energia. O Certificado de Conformidade Técnica, também emitido pela Anatel, afirma que o fone de ouvido está no pacote e o Moto E40 pode ser fabricado nas plantas nacionais da Flextronic em Manaus (AM) ou Jaguariúna (SP).

Huawei Nova 8i foi homologado sem fone de ouvido

Já o Huawei Nova 8i existe no mercado internacional desde julho deste ano, contando com processador Snapdragon 662, 6 GB ou 8 GB de RAM e 128 GB para o espaço interno. No Brasil a Agência Nacional de Telecomunicações emitiu a homologação apontando o modelo NEN-LX3. Ele também é dual-chip e a bateria testada pela Anatel é de 4.300 mAh, com carregador incluso de 10 watts. Por outro lado, o modelo não acompanha fone de ouvido na caixa.

Huawei Nova 8i (Imagem: divulgação/Huawei)
Huawei Nova 8i (Imagem: divulgação/Huawei)

Diferente da Motorola, a Huawei disse na homologação do Nova 8i que a fabricação do celular acontecerá na China, em unidades da própria empresa nas cidades de Shenzhen e Dongguan Guangdong.

O curioso é que a própria Huawei não comercializa mais celulares no Brasil desde o problema que teve com o governo americano, quando a empresa foi impedida de utilizar serviços do Google. A limitação atinge não somente o acesso aos apps e jogos distribuídos pela Play Store, mas também para qualquer programa que utilize suas soluções como o Google Maps, como acontece com a Uber, 99 e tantos outros.

Via: Insira Ficha (1) e (2)

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!