A cidade do Rio de Janeiro fará uma repescagem geral para todos os cariocas que ainda não receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 neste sábado (25). As aplicações acontecerão em postos espalhados por toda a cidade entre as 8h e 17h.

Como o Rio de Janeiro tem um bom estoque das vacinas de duas doses, CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer, os cariocas que ainda não tomaram a primeira dose poderão escolher o imunizante que vão receber. A escolha, porém, só será permitida para quem se imunizar durante a repescagem.

publicidade

Os postos de vacinação também aplicarão a segunda dose de todas as vacinas, porém, somente nos casos em que o intervalo entre as aplicações já tenha sido cumprido. Para tomar a segunda dose, será necessário levar o comprovante da primeira para a conferência dos dados.

Cartaz da repescagem de vacinação no Rio de Janeiro
Cariocas poderão escolher qual vacina tomar no caso da primeira dose. Crédito: Prefeitura do Rio de Janeiro/Divulgação

Sommeliers permitidos?

A prática da escolha de imunizantes, que ganhou o apelido jocoso de “sommelier de vacinas”, foi bastante criticada durante o início da campanha de vacinação no Brasil. Muitas cidades, inclusive, tomaram medidas incisivas para evitar esta prática.

Em diversos locais, pessoas que se negavam a tomar a vacina por conta do imunizante aplicado em determinado posto, precisavam assinar um termo de responsabilidade, que fazia com o cidadão fosse colocado no final da fila de vacinação e só pudesse se imunizar depois de todos os demais.

Leia mais:

Porém, a permissão da escolha nesta repescagem é mais uma ação da Prefeitura do Rio de Janeiro para acelerar e incentivar a imunização na capital fluminense. Outra ação do tipo é a adoção do passaporte de vacina, que tem sido cobrado para a entrada em locais como cinemas e teatros.

Nesta sexta-feira (24), o Rio concluiu o calendário de vacinação de todas as faixas etárias, com a vacinação dos adolescentes entre 12 e 13 anos. A partir de agora, a capital fluminense deve focar os esforços na aplicação das doses de reforço em idosos e imunossuprimidos.

Via: G1

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!