Aos 90 anos, o ator William Shatner, que conquistou fama mundial como o capitão James Kirk, de Star Trek (Jornada nas Estrelas), pode se tornar a pessoa mais velha a voar pelo espaço. Ele deve integrar o próximo voo tripulado da Blue Origin, a bordo da New Shepard.

William Shatner, que interpretou o Capitão Kirk na saga Star Trek, deve voar para o espaço de verdade com a Blue Origin, de acordo com o site TMZ. Imagem: Gage Skidmore – flickr

A informação de que o “Capitão Kirk” voará pelo espaço (e que, desta vez, não será pela “USS Enterprise”) é do site de entretenimento TMZ. 

publicidade

Shatner lançou, na sexta-feira (24) um álbum autobiográfico de peças faladas, que inclui uma faixa contando sua experiência assistindo a aterrissagem da Apollo 11 na lua em 1969, a primeira vez que humanos pisaram na lua. A faixa, que conta com a participação do astro country Brad Paisley, é chamada de “So Far From the Moon”.

Leia mais:

“A música é sobre como aquele momento foi glorioso para os EUA e para aquelas pessoas maravilhosas que conheci, e como esse momento aconteceu na minha vida”, disse Shatner durante uma conversa com o programa All Of It, do canal de TV WNYC. “Eu estava tão longe da lua, e é uma música muito pessoal sobre um momento da minha vida em que estive em um ponto baixo”.

Blue Origin planeja novo voo espacial para 12 de outubro

Segundo a Blue Origin anunciou na segunda-feira (27), seu próximo voo tripulado será lançado em 12 de outubro. A empresa divulgou os nomes de dois passageiros, nenhum dos quais era Shatner, e disse que os outros dois serão anunciados “nos próximos dias”, não respondendo ao questionamento do site Space quanto à possibilidade de um deles ser o ator.

Até agora, a pessoa mais velha a voar pelo espaço foi Wally Funk, de 82 anos, que fez parte do primeiro voo tripulado da Blue Origin, o mesmo que levou o próprio CEO da empresa, Jeff Bezos, no dia 20 de julho deste ano.

A New Shepard é um veículo suborbital criado pela Blue Origin cujo principal diferencial é a sua capacidade de reutilização, reduzindo custos inerentes à construção de novos foguetes sempre que um é usado e descartado.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!