Encontrar as melhores opções de compra oferece ao consumidor final a possibilidade de ajustar os seus gastos baseado na relação custo-benefício. Algo mais necessário do que nunca considerando o cenário de recessão econômica no país, que trouxe diminuição de renda e desemprego, uma realidade para mais de 14 milhões de brasileiros, segundo o IBGE.

Seja na hora de contratar um plano de telefonia com internet, fazer as compras no supermercado ou até alugar um veículo, é fundamental avaliar algumas ferramentas disponíveis no mercado antes de sair gastando o seu dinheiro.

publicidade

Pensando nisso, confira a nossa lista com sete opções de serviços que podem proporcionam mais praticidade e economia para o seu bolso.

Plano de celular com internet de graça

O primeiro nome da lista é a operadora de telefonia móvel Veek. Segundo a startup, apelidada como a “Nubank da Telecom”, ela é a primeira a oferecer um plano gratuito de celular no formato ‘freemium’ com internet grátis.

Veek oferece um plano de telefonia móvel com 1 GB de internet grátis.Imagem: Dean Drobot/Shutterstock

Os benefícios do plano são liberados à medida que alguns vídeos publicitários são vistos ao longo do dia pelo assinante. Nessa troca, o consumidor recebe: um pacote de 1GB de internet mensalmente, ligações ilimitadas e 30 mensagens de texto (SMS) por dia. 

Dessa forma, em um momento de contenção de despesas, é possível cortar um gasto extra se você concorda com os termos do serviço. Jotta Fernandes, Diretor de Produto da startup, diz que a Veek surgiu “para abolir de vez as práticas jurássicas da indústria telefônica”: “Se a internet é um direito humano, não devemos gastar para ter esse acesso”, defende o executivo.

Economia nas compras de supermercado

Quando o tema é economia no supermercado, um dos destaques é a startup Shopper (shopper.com.br), uma plataforma online que oferece compras programadas. 

Com essa modalidade inteligente de compras, segundo a empresa, uma família pode economizar em média até 10% em relação aos supermercados tradicionais. 

Como funciona a compra programada?

compras pela internet
Além de ajudar a não fechar o mês no vermelho, esses serviços também contribuem para um planejamento financeiro mais eficaz. Imagem: Natee Photo/iStock

O consumidor monta o seu carrinho de compras, seleciona uma data de entrega e finaliza a sua compra. A partir daí, essa lista fica salva no site ou app da Shopper e o cliente recebe todo mês a mesma seleção de produtos em casa.

Os usuários do serviço recebem lembretes mensais para alterar sua lista se desejarem antes das próximas entregas. 

Nesse modelo, a empresa diz que evita custos extras com perdas de produtos e com grandes áreas de armazenamento, o que no fim, se traduz em preços mais baixos para o consumidor final.

Aluguel compartilhado de bikes

A Tembici, que atua no setor de micromobilidade na América Latina, é a responsável pelo sistema de bikes compartilhadas patrocinado pelo Itaú. O negócio, que funciona com estações fixas, também contribuir dependendo do caso para a economia nas despesas mensais de locomoção, sendo mais uma opção em que o usuário não precisa se preocupar, por exemplo, com reparos e manutenção. 

No Rio de Janeiro, as bikes podem ser utilizadas desembolsando apenas R$ 3. Além da economia, o sistema de bikes compartilhadas também contribui para a saúde do planeta evitando a emissão de gases na atmosfera. 

Seguro mais barato para quem dirige de forma consciente

A Justos, uma insurtech (startup de seguros), vai passar a utilizar os dados dos clientes para oferecer preços mais baixos para quem dirige de forma consciente. 

A empresa diz que será a primeira do Brasil a adotar esse modelo. Para avaliar a direção dos motoristas, cinco comportamentos serão observados: a forma como o usuário acelera, freia, faz curvas, a velocidade que trafega e se tem uma direção focada.

Com isso, segundo a startup, será possível oferecer planos até 30% mais baratos e ainda conceder descontos adicionais baseados na direção do mês anterior de cada cliente. 

O consumidor poderá contratar o seguro diretamente pelo aplicativo, site ou whatsapp, da empresa. As vendas dessa nova modalidade de seguro, segundo a Justos, começa a valer ainda em 2021.

Leia mais:

Aluguel de carros sem surpresas

A Kovi, que recebeu um aporte de US$ 100 milhões em agosto, foi a primeira startup a oferecer o modelo “pay-per-mile” no Brasil, o que a consolidou como uma das empresas de aluguel de carros por assinatura que proporciona planos mais acessíveis para o usuário. 

O modelo permite que o motorista dirija quantos quilômetros quiser e seja cobrado proporcionalmente de forma automática, sem necessidade de contato com a empresa ou taxas inesperadas, como seguros, impostos e manutenção. 

Com isso, a startup consegue atender desde motoristas de aplicativos, que dirigem muitos quilômetros, até o cliente tradicional que passa menos tempo na rua.

Economia para os imprevistos do dia a dia

A seguradora brasileira Flix, focada exclusivamente na venda de seguros e assistências residenciais, oferece um seguro que custa a partir de R$9,90.

A Insurtech possui um portfólio com diversas combinações de ofertas, entre cobertura financeira e assistências, e ainda permite personalizar o plano conforme a necessidade de cada cliente. 

Dentre as proteções oferecidas estão: cobertura contra raio, incêndio e explosão, roubo e furto/danos elétricos, além de serviços de assistências de chaveiro, eletricista, encanador, vidraceiro, help desk, conserto de eletrodomésticos, dentre outros. 

O segurado pode recorrer a Flix pagando pelo serviço parcelado e tendo o benefício renovado mensalmente.

Crédito acessível

Por fim, para quem precisa de crédito, uma opção é a startup Innovative Assessments, que opera através de um rápido questionário baseado em dados que referem a previsibilidade de inadimplências em empréstimos e pagamentos.

Sobre o serviço, Roey Shochat, CRO da IA, explica que se essa parcela da população não consegue crédito nos bancos, precisará obtê-lo através de “empréstimos com taxas de juros muito mais altas”: “Nós os ajudamos a obter crédito mais acessível e economizar dinheiro”, afirma o executivo. 

Com as taxas mais baixas, a companhia israelense diz que o consumidor também diminui as chances de colocar as suas finanças em risco.

Créditos da imagem principal: fizkes/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!