Uma intensa camada de poeira cobriu os céus de algumas cidades no interior dos estados de Minas Gerais e São Paulo na tarde do último domingo. A tempestade de areia é o resultado de uma combinação de ventos intensos, tempo seco e da onda de calor nesse começo de primavera.

A falta de chuvas, que já dura quase três meses, contribuiu para o cenário assustador. A tempestade começou por volta das 5 horas da tarde, derrubando árvores e diminuindo a visibilidade nas estradas. No entanto, de acordo com o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, não houve ocorrências mais graves.

publicidade

Relatos nas redes sociais apontam que a tempestade de areia ocorreu em municípios paulistas como Franca, Ribeirão Preto, Araçatuba, Presidente Prudente, e Viradouro. Cidades mineiras como Frutal, Ituiutaba e Uberlândia também foram atingidas.

Em alguns locais a visibilidade ficou tão prejudicada que forçou comerciantes a baixarem as portas. A sorte é que pouco depois da grande nuvem avermelhada encobrir o céu, começou a chover, o que ajudou a dissipar a poeira.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia os ventos nessas regiões chegaram a 100 km/h e a poeira foi arrancada do solo extremamente seco.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!