A Epic Games anunciou, na quinta-feira (30), que os serviços de privacidade para crianças agora são gratuitos para os desenvolvedores. Com isso, quem faz os jogos destinados ao público infantil passa a ter acesso aos serviços de verificação de pais da empresa, facilitando a construção desses games.

A ideia da companhia é manter as crianças seguras online. Para isso, a Epic Games comprou a SuperAwesome, uma empresa de tecnologia de segurança infantil. Com ela, a empresa alavancou o programa Kids Web Services (KWS), ou Serviço de Web para Crianças, em português.

publicidade

Leia mais:

O KWS permite aos desenvolvedores que a identidade dos pais ou responsáveis seja verificada ao conceder permissão para os filhos usarem recursos que coletam informações pessoais. Depois que da verificação do adulto pelo sistema, os pais passam a ser parte do “ParentGraph”. Assim, outros jogos têm a verificação simplificada.

De acordo com a Epic Games, o sistema não só protege as crianças e os pais, mas também reduz o processamento de dados pessoais, já que o adulto responsável só precisa fornecer detalhes de verificação uma vez. Tim Sweeney, CEO da companhia, destacou que esse metaverso será feito através de diferentes experiências e não terá o controle de uma empresa.

Nintendo Switch. Imagem: giuseppelombardo / Shutterstock.com
Agências reguladoras pelo mundo buscam leis para garantir a segurança das crianças na internet. Imagem: giuseppelombardo / Shutterstock.com

“Isso exigirá que todos nós, que estamos construindo um rumo para esse futuro, criemos experiências que não sejam apenas interoperáveis, mas também levemos em consideração a segurança de nosso público, independentemente de sua idade”, destacou.

Para Sweeney, com o KWS gratuito, mais desenvolvedoras vão criar experiências digitais mais seguras. Além disso, os pais se tornam capacitados para fazer as escolhas que se enquadram melhor para suas respectivas famílias.

“Reguladores de todo o mundo lideraram o processo ao introduzir leis destinadas a tornar a Internet mais segura para crianças. Compartilhamos essa visão e queremos tornar a conformidade uma realidade acessível para desenvolvedores e criadores de todos os tamanhos”, completou Dylan Collins, fundador do SuperAwesome.

Via: The Verge

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!