Nesta sexta-feira (1), o Google usou o Doodle para homenagear quem sabia lutar dentro e fora dos ringues: Rodolfo ‘Corky’ Gonzales. A ação faz parte da celebração do Mês da Herança Hispânica na plataforma de busca. Depois de se aposentar como atleta, Gonzales se tornou um ativista político, focado nos direitos civis e morreu em casa em 2005, aos 76 anos.

Na homenagem, aparecem os momentos mais importantes da vida de Gonzales, começando pelo início como um garoto colhendo grãos até chegar aos momentos de glória na sua carreira no boxe, somando também a trajetória como militante.  Além disso, destaca o poema épico sobre o movimento chicano em 1960, intitulado de ‘I Am Joaquin’.

publicidade

Trajetória de Rodolfo ‘Corky’ Gonzales

Rodolfo ‘Corky’ Gonzales veio de uma família com poucas condições – em Denver – no dia 18 de junho de 1928. Apenas com dois anos, perdeu sua mãe e foi criado por seu pai. Quando cresceu, ele trabalhou nas plantações de beterraba, enfrentando as dificuldades de conciliar os estudos com o serviço. Pela distância e rotina, se formou no ensino médio aos 16 anos e ainda com uma média B.

Leia também:

Porém, as dificuldades pelo caminho estavam longe de acabar. Rodolfo ‘Corky’ Gonzales precisou interromper seus estudos na Universidade de Denver pelos custos das mensalidades e usou do esporte para mudar de vida. Em 1944, começou a treinar como um peso-pena de 125 libras e conseguiu se tornar profissional aos 19, batendo o recorde de 65-9-1 antes de se aposentar em 1955.

A boa perfomance foi tanta que a revista Ring o classificou como o terceiro melhor peso pena do mundo no ano de 1947 até sua aposentadoria. A parte ruim é que Gonzales nunca teve a chance pelo título. Sendo assim, usou da sua visibilidade para dar destaque para o ativismo.

Ativista comunitário

Alguns anos depois, antes de ser nomeado o primeiro capitão distrital mexicano-americano do Partido Democrata de Denver no final dos anos 1950,Rodolfo ‘Corky’ Gonzales abriu um bar de esportes e também um negócio de fiança.

Ele foi crucial para o registro de eleitores latinos no Colorado quando ocorria a campanha de Viva Kennedy em 1960, chegando a concorrer a cargos públicos na chapa democrata. Entretanto, perdeu o brilho pelo partido com a justificativa de que não estava fazendo o suficiente pela comunidade chicana.

Com a desilusão política, Gonzales escreveu em 1965 o poema I Am Joaquin , narrando a luta com os desafios que os chicanos enfrentam na década de 1960 para alcançar a estabilidade econômica nos Estados Unidos e associar com a cultura americana sem perder a essência.

Em 1966, Gonzales fundou a Crusade for Justice, que é uma organização cultural e de direitos civis de base focada em eliminar a injustiça racial e econômica. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!