A sonda espacial BepiColombo fez uma nova passagem por Mercúrio e enviou imagens que evidenciam claramente as inúmeras crateras do planeta.

A BepiColombo é um projeto conjunto entre as agências espaciais europeia e japonesa, e deixou a Terra em direção a Mercúrio em 2018. O objetivo da sonda é coletar informações mais precisas sobre a composição da superfície do planeta, e acima de tudo, descobrir como ele conseguiu evoluir estando tão perto do Sol, com temperaturas que podem passar dos 350º C.

publicidade

Vale lembrar que a sonda está fazendo passagens pela área, mas só vai chegar à órbita de Mercúrio em 2025.

Segundo a agência espacial européia, o planeta começou como um corpo celestial maior, mas perdeu a maior parte das rochas em um impacto gigantesco. Isso o deixou com um núcleo de ferro relativamente grande, por onde um campo magnético é gerado, mas apenas uma camada fina externa de rochas. E Mercúrio não tem nada parecido com o que vemos, por exemplo, na Lua: a superfície é escura por toda parte, tendo se formado pelo vasto despejo de lava há bilhões de anos…

Os cientistas esperam por dados mais precisos à medida que a BepiColombo se aproxima do pequeno planeta…

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!