A queda das plataformas do Facebook durante a tarde da última segunda-feira ainda está repercutindo no mundo. Os problemas nas redes duraram mais de 6 horas e mais de 3,5 bilhões de pessoas ficaram sem acesso ao WhatsApp, Instagram e Facebook.

Para a União Europeia, o fato das três redes sociais mais acessadas do mundo pertencerem a uma mesma empresa mostra a necessidade de concorrentes para o Facebook. A comissária de defesa da concorrência do órgão afirmou que precisamos de alternativas e opções no mercado de tecnologia e não depender apenas de alguns grandes grupos, sejam eles quem forem…

publicidade

Desde o ano passado, existe a proposta de um projeto que mira as grandes marcas de tecnologia do mundo, como Facebook, Amazon, Apple e Google, como empresas que precisam mudar os modelos de negócios para permitirem mais competição. O caso ainda deve ser votado.

Nos Estados Unidos, o Facebook já enfrenta processos por monopólio.

Aqui no Brasil, o Procon de São Paulo decidiu pedir explicações sobre a queda do serviço. Segundo o órgão de defesa do consumidor, muitas pessoas que dependem do aplicativo para trabalhar sofreram prejuízos.

Resta saber se a empresa de Mark Zuckerberg vai ter que arcar com multas por danos morais e materiais, com valores calculados em torno de 11 milhões de reais….

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!