O Instituto de Apoio à Inovação, Ciência e Tecnologia (Inaitec) de Santa Catarina abriu inscrições para o 1° programa de aceleração “Acelera Pedra Branca Startups”. A organização, que funciona como uma incubadora, tem como foco ajudar a criar e acelerar negócios que desenvolvam produtos e serviços para as cidades do futuro, seguindo o conceito ‘smart city‘ (do inglês, cidade inteligente).

Dez startups serão selecionadas a partir dos critérios de inscrição e poderão usufruir gratuitamente, durante três meses, do espaço no coworking do Inaitec, bem como receberão acompanhamento por mentorias, benefícios de acesso a plataformas, softwares e CRM.

publicidade

Ao final do período de imersão, as startups com maior potencial poderão receber investimentos (venture capital, fundos semente e investidores-anjo), dando sequência ao programa de aceleração, que garante toda a estrutura e apoio do Inaitec.

“Uma oportunidade indispensável principalmente para aqueles que têm uma solução inovadora com foco no futuro sustentável das cidades”, argumenta Diego Chierighini, diretor executivo do Inaitec..

Leia também!

As verticais tecnológicas de interesse, que podem ser aplicadas a diferentes áreas de negócio, são: agronegócio, náutica, saúde, esportes, games, e smart cities.

Interessados em realizar projetos dentro do ecossistema de inovação do Inaitec tem até 20 de outubro para se inscrever.

As etapas do programa de aceleração do Inaitec irão preparar e fortalecer as startups para alavancagem e crescimento sustentável. Os inscritos contarão com:

  • Grandes especialistas para guiar, inspirar e encorajar as startups, aprimorando sua performance e seu potencial;
  • Através do networking do Inaitec, as startups terão acesso a pessoas e empresas do ecossistema;
  • Auxilio por meio de parcerias ao acesso a financiamento (venture capital, fundos semente e investidores-anjo);
  • Infraestrutura para apoio e instalação das startups selecionadas, com espaço físico, internet, mobiliário e salas privativas para treinamento e reuniões presenciais/virtuais;
  • Suporte às atividades de teste de soluções inovadoras na Cidade Universitária Pedra Branca;
  • Benefícios e descontos em plataformas de gestão, planejamento, vendas, entre outros.

Os 5 passos para participar

  1. As inscrição são feitas pelo link: https://inaitec.com.br/acelera-startups;
  2. Até 31 de outubro de 2021, os projetos serão analisados e pré-selecionados;
  3. Entre 1 e 4/11: análise da documentação das startups;
  4. Em 5/11: anúncio das startups selecionadas;
  5. 8/11: início do programa “Acelera Pedra Branca Startups”.

Incubar e acelerar negócios

O Inaitec foi fundado em 2010 junto com a Prefeitura Municipal de Palhoça, a Cidade Pedra Branca, a Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) e a Associação Comercial e Industrial de Palhoça (ACIP).

“Acreditamos que ideias inovadoras só têm sentido quando fazem a diferença na vida das pessoas”, explica Chierighini.

Imagem mostra uma mão feminina segurando uma superfície reta, em cima dessa superfície está uma lâmpada acessa, representando uma ideia de inovação
Crédito: PopTika/Shutterstock

Com o programa de aceleração de startups, os negócios tem a oportunidade de colocar suas soluções no mercado, impulsionando também o ecossistema de inovação.

Durante o programa de aceleração, as startups são colocadas em contato com grandes organizações e investidores. Dessa forma, empreendedores obtêm recursos para acelerar o crescimento dos seus negócios.

“O Inaitec é o elo que conecta os projetos com outras empresas que planejam se tornar parceiras, programas de benefícios e muito mais. Além disso, oferece mentoria de profissionais competentes e experientes para auxiliar no decorrer de todo o processo”, explica Chierighini.

O executivo lembra que cinco anos é o tempo médio que uma empresa no Brasil sobrevive. Cerca de metade delas encerraram as portas nesse meio tempo, sendo a taxa de sobrevivência de 47,5% no quinto ano de atividade das empresas observadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Este fato acontece em grande parte porque a maioria dos empreendedores tem mais facilidade na criação de novos negócios, do que na administração e planejamento do mesmo”, reforça.

Crédito da imagem principal: wowomnom/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!