Novamente, a China proibiu as importações britânicas de carne bovina com menos de 30 meses de idade. A decisão foi tomada depois de um caso de encefalopatia espongiforme bovina (BSE), que é mais conhecida como doença da “vaca louca”, no Reino Unido no mês passado.

De acordo com a nota da Administração Geral das Alfândegas, a proibição entrou em vigor a partir de 29 de setembro. Até o momento, a China não reiniciou a compra de carne bovina do Reino Unido e isso depois de concordar – em 2018 – em suspender as restrições anteriores.

publicidade

Em setembro, a Agência de Saúde Vegetal e Animal do Reino Unido (APHA) afirmou que um caso de BSE havia sido confirmado em uma fazenda localizada em Somerset. No ano de 2018, a China encerrou uma proibição de duas décadas acerca das importações de carne bovina do Reino Unido, a qual foi decidida pela primeira vez após o surto da doença da “vaca louca” nos anos 90.

Leia mais:

Na época, o governo do Reino Unido explicou que o levantamento da proibição valeria £ 250 milhões para os produtores britânicos nos próximos cinco anos. A ação ocorreu depois de anos de inspeções no local e também com negociações entre autoridades em Londres e Pequim.

Em setembro de 2021, foi anunciado que o país norte-americano estava suspendendo a proibição de décadas às importações de carne de cordeiro britânica. Vale lembrar que os Estados Unidos pararam as importações britânicas de carne de cordeiro desde 1989, após os primeiros surtos da doença.

Já no ano anterior, as exportações de carne bovina britânica para os Estados Unidos foram retomadas pela primeira vez em mais de 20 anos. A carne bovina britânica também foi proibida por Washington, em 1996, após o surto de BSE.

Fonte: BBC

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!