As coisas não estão indo nada bem no desenvolvimento da Starliner, a espaçonave da Boeing que deve levar astronautas à Estação Espacial Internacional. O primeiro teste fracassou, e o segundo foi cancelado várias vezes.

Depois de ter sido marcado para o fim deste ano, agora a Nasa anunciou oficialmente que um novo teste orbital da cápsula só deve acontecer no primeiro semestre de 2022, e isso dependendo da prontidão da espaçonave, do manifesto de foguetes e da disponibilidade da Estação Espacial Internacional.

publicidade

Se tudo der certo, o teste ainda não tripulado da Starliner vai ser realizado três anos depois da concorrente SpaceX, que a esta altura já vai ter lançado ao menos cinco missões tripuladas com a Crew Dragon.

A Nasa tenta apresentar a situação de forma positiva, se mostrando animada com o trabalho de reparo do defeito, mas a situação ainda está indefinida.

Os problemas da Boeing começaram no início de agosto, quando a empresa descobriu, já com o foguete na plataforma, que várias válvulas que controlam a passagem do oxidante para o Sistema de Controle de Atitude e Manobra Orbital estavam emperradas.

A Boeing pode optar por uma pequena reforma dos componentes do módulo de serviço atual ou partir para uso de outro módulo de serviço já em produção. Cada opção depende dos dados que a equipe espera coletar nas próximas semanas, incluindo um cronograma para voltar com segurança à plataforma de lançamento.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!