O supersônico civil Overture está perto de obter a certificação do FAA, o órgão regulador de avião nos Estados Unidos. Ele quer ocupar o lugar deixado pelo Concorde, que parou de voar em 2003.

Mas o projeto é totalmente diferente do avião franco britânico, apesar do desenho da fuselagem e das asas ser bem semelhante. Para começar, o Overture vai usar combustível 100% sustentável. E os novos motores não vão ser barulhentos como os do Concorde.

publicidade

O fim das operações dele foi causado pelo alto consumo de combustível e gastos de manutenção, que se somaram a um trágico acidente ocorrido em 2000. Um Concorde da Air France caiu logo depois da decolagem do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. 113 pessoas morreram.

O novo avião supersônico comercial deve transportar 88 passageiros e alcançar velocidades superiores a mach 1,7, o que corresponde a cerca de 2.100 km/h. Isso faz com que uma viagem entre Nova York a Londres seja feita em apenas três horas e meia, por exemplo. Em modelos convencionais, a mesma viagem demora duas vezes mais.

Mesmo sem estar aprovado, a United Airlines já anunciou a compra de 15 Overtures, com o lançamento oficial marcado para 2025. O primeiro voo comercial deve ocorrer em 2026.

A fabricante também está trabalhando com a FAA para estabelecer os requisitos básicos de treinamento para os futuros pilotos da aeronave. A expectativa é de começar os testes de voo em breve.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!