Ciência e Espaço

Espaçonave russa Soyuz desestabiliza a Estação Espacial Internacional

15/10/21 15h52, atualizada em 19/10/21 21h28

Foto da Estação Espacial Internacional compartilhada por Oleg Novitsky no Twitter em 29 de setembro de 2021. A cápsula "Endeavour" do SpaceX Crew Dragon é claramente visível, saindo do módulo Harmony do laboratório orbital. (Crédito da imagem: Oleg Novitsky / Roscosmos via Twitter)

Nesta sexta-feira (15), a Estação Espacial Internacional (ISS) foi brevemente desestabilizada durante os testes de um foguete russo Soyuz. Segundo a Agência Espacial Russa, Roscosmos, a tripulação do laboratório orbital não esteve em perigo.

De acordo com o site Phys, a agência espacial russa disse que o incidente aconteceu durante os testes dos motores da espaçonave Soyuz MS-18, programada para trazer de volta à Terra a atriz Yulia Peresild e o diretor de cinema Klim Shipenko, no domingo (17).

“Como resultado, a Estação Espacial Internacional mudou temporariamente de posição”, informou a agência. “A estação e a tripulação não estão em perigo”. A Roscosmos afirma que o problema já foi corrigido.

Leia mais:

Rússia vem causando transtornos à Estação Espacial Internacional há meses

Yulia Peresild e Klim Shipenko viajaram para a ISS no início deste mês para fazer o primeiro filme em órbita – mais um ponto para a Rússia na disputa espacial contra os EUA. Eles devem voltar à Terra com o cosmonauta Oleg Novitsky, que já está na estação espacial há seis meses.

Não é a primeira vez que um dispositivo russo provoca problemas na ISS. Em julho o recém-chegado módulo Nauka acionou inadvertidamente seus propulsores, causando um incidente que tirou a ISS do lugar. O Zvezda, módulo russo da ISS, também experimentou uma série de adversidades nos últimos meses, como o alarme de fumaça disparado durante uma recarga de bateria.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags