A Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais escolheu o longa ‘Deserto Particular‘, do diretor baiano Aly Muritiba, como representante do Brasil na categoria de “Melhor Filme Internacional” no Oscar 2022 (confira o trailer logo abaixo). O anúncio foi feito feito nesta sexta-feita (15), após reunião do Comitê Brasileiro de Seleção.

A produção, protagonizada por Antonio Saboia (‘Rotas do Ódio’), retrata a história de Daniel, um policial exemplar que é afastado de sua função após cometer um erro, assim colocando sua carreira e honra em risco. Uma única alegria que resta ao personagem, no entanto, é Sara, moradora do sertão da Bahia, com quem se relaciona virtualmente. Ao não ver mais sentido em continuar vivendo em Curitiba, ele parte em busca da amada após o súbito desaparecimento dela.

publicidade

“Ovacionado por 10 minutos, ‘Deserto Particular’ passou a ser considerado como possibilidade para representar o Brasil na corrida do Oscar. E eis que esse dia chegou. O dia em que dois cabras nascidos em cidades pequenas, cabras que desenvolvem seu ofício longe dos grandes centros produtores, cabras que acreditam apaixonadamente na criação e na empatia, dois cabras que sentiram de falar de amor meio ao ódio, tiveram sua história escolhida pela Academia Brasileira de Cinema para representar o Brasil no Oscar”, destacou Muritiba no Instagram após o anúncio.

O filme ainda será avaliado pela Academia de Hollywood com os longas indicados por outros países. Após apuração, a entidade irá anunciar os cinco finalistas que concorrerão ao Oscar de “Melhor Filme Internacional” na cerimônia de anúncio dos indicados, marcada para acontecer no próximo dia 8 de fevereiro.

De qualquer forma, o filme brasileiro já foi aclamado internacionalmente. No dia 10 de setembro, a produção de Muritiba conquistou o “Prêmio do Público” da mostra paralela Venice Days, do Festival de Veneza. A seção contempla obras mais autorais, em alguns casos de diretores estreantes, e é inspirada na Quinzena dos Realizadores de Cannes.

Além de ‘Deserto Particular’, outros filmes que estavam inscritos na disputa da vaga eram ‘7 Prisioneiros’, ‘A Nuvem Rosa’, ‘A Última Floresta’, ‘Cabeça de Nêgo’, ‘Callado’, ‘Carro Rei’, ‘Cavalo’, ‘Doutor Gama’, ‘Limiar’, ‘Medida Provisória’, ‘Meu Nome é Bagdáa’, ‘Por que Você não Chora?’, ‘Selvagem’ e ‘Um Dia Com Jerusa’.

A 94ª edição do Oscar está prevista para o dia 27 de março de 2022. Na edição de 2021, o Brasil ficou de fora (pela pela 22ª vez) da lista dos longas indicados a uma das cinco vagas para a categoria. O representante nomeado para uma chance era o documentário ‘Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer Parou’, de Bárbara Paz.

Vale ressaltar que o País já concorreu em 1999, com ‘Central do Brasil’ – incluindo uma nomeação de Fernanda Montenegro como “Melhor Atriz. Em 2008, ‘O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias’ chegou a ser pré-indicado por Hollywood, mas não foi incluído na lista final da Academia.

Diretor de ‘Deserto Particular’ é ex-agente penitenciário

Ao site TAB, Muritiba revelou a infância e adolescência difícil no interior da Bahia – mais especificamente em Mairi, município do sertão com quase 20 mil habitantes. O diretor de 42 anos, antes de ser cineasta, trabalhou a maior parte da vida como agente penitenciário.

“Uma coisa que eu aprendi na cadeia é que se você desviar o olhar do preso, ele não te respeita. Amo e admiro [os cineastas[ Eduardo Escorel e Lina Chamie, com quem tive aulas, mas eles não seriam capazes de me ensinar o que a cadeia e a CPTM me ensinaram”, observou ele, em entrevista. “É um grande desconstrutor de estereótipos e de estigmas”.

Além de ‘Deserto Particular’, Muritiba também esteve à frente do filme ‘Jesus Kid, além do sucesso no Globoplay, a série documental ‘O Caso Evandro’. Nos últimos anos, ele também dirigiu e roteirizou episódios de diversas produções nacionais, como ‘Carcereiros’, ‘Irmandade’, ‘Irmãos Freitas’ e ‘O Hipnotizador’.

deserto particular
Aly Muritiba, o ex-agente penitenciário que pode levar o Brasil ao Oscar. Imagem: Olhar Distribuição / Divulgação

Leia mais:

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!