A China enviou ao espaço a segunda tripulação que vai ocupar o módulo Tianhe da futura estação espacial, a Tiangong. Três “taikonautas”, como a China chama os astronautas decolaram a bordo de um foguete Longa Marcha 2F de Jiuquan, no deserto de Gobi, à uma e 23 da tarde, pelo horário brasileiro.

Mas como lá eles estão pelo menos 11 horas à nossa frente no fuso horário, já era tarde da noite. As câmeras da agência espacial chinesa registraram belas imagens, como essa, do foguete cruzando a visão da Lua. Poucos minutos depois, os foguetes auxiliares se desprenderam e a imagem parecia de uma chuva de cometas pelo céu!

publicidade

Os tripulantes dessa missão são Zhai Zhigang, Ye Guangfu e Wang Yaping, a primeira mulher a visitar a Tiangong.

A missão Shenzhou-13 tem duração prevista de seis meses, o dobro da atual recordista, a Shenzhou-12. Os taikonautas vão continuar o trabalho de montagem e certificação do Tianhe, o módulo central da estação Tiangong e único componente que já está no espaço.

Também estão planejadas duas ou três caminhadas espaciais, para instalar um adaptador para no braço robótico principal da estação. Quando a Tiangong estiver completa, terá vida útil de 10 anos, que pode ser estendida a até 15 anos com upgrades futuros.

A espaçonave já chegou à órbita da Terra, e todos os sistemas operam nominalmente.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!