Em algumas horas a Apple vai iniciar sua apresentação marcada para a próxima segunda-feira (18), onde deve mostrar novos MacBooks, Mac Minis e todos eles devem ser equipados com a segunda geração do chip M1. Rumores já apontam o nome que deve ser utilizado pela empresa da maçã para seus novos processadores: M1 Pro e M1 Max.

Em novembro do ano passado os primeiros MacBooks e Mac Mini chegaram ao mundo com um novo processador, o Apple M1. O chip é baseado em arquitetura ARM, muito semelhante ao mesmo desenho do componente dos iPads e iPhones. Até este momento, só existe uma versão do silício, seja para o Mac Mini, MacBook Air ou MacBook Pro, indo até para o iMac.

publicidade

Leia também

Apple M1 (Imagem: divulgação/Apple)
Apple M1 (Imagem: divulgação/Apple)

Este tipo de lançamento em modelo único é praticamente inexistente nos computadores, que criam diversas linhas dos chips para atender públicos diferentes, como acontece com os Intel Core i3, i5, i7 e i9, além dos Ryzen 3, 5 ou 9. Este cenário deve mudar na segunda geração do Apple M1, que pode dividir em ao menos duas variantes chamadas de M1 Pro e M1 Max.

Estes nomes vêm de um vazamento publicado por Mark Gurman em sua newsletter do Bloomberg. Segundo Gurman, um desenvolvedor encontrou os nomes “M1 Pro” e M1 Max” em logs de seus apps feitos para o macOS.

O próprio programador não acredita que estes podem ser os nomes dos novos processadores, já que este sufixo é utilizado pela própria Apple para diferenciar dois modelos da mesma linha de iPhone Pro – como os iPhones 13 Pro e Pro Max.

Apple pode adicionar o sufixo Z ou X no sucessor do M1

Faz algum tempo que a Apple adotou um sufixo X ou Z para o chip do iPhone utilizado no iPad. Este nome diferente para a mesma geração do componente tende a significar um desempenho extra, seja no clock do processador, quantidade de núcleos na placa de vídeo ou então a presença de memória mais veloz.

Eu pessoalmente não acredito em nenhuma das alternativas. Aposto minhas fichas em um nome sem o “1”, que passaria uma sensação de real evolução entre uma geração e outra.

Via: MacRumors.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!