O CEO do Twitter, Jack Dorsey, utilizou sua própria rede social para alfinetar o conceito de “metaverso” do Facebook. O executivo deixou transparecer que acredita que a proposta da empresa de Mark Zuckerberg defende um futuro distópico.

O Facebook criou um fundo de cerca de US$ 50 milhões para o desenvolvimento de dispositivos VR. A empresa acredita que este tipo de tecnologia será a “nova versão da internet”, onde as pessoas utilizam o VR para se integrar no ambiente virtual.

publicidade

O próprio Mark Zuckerberg deixou claro em julho deste ano que pretende transformar a sua big tech em uma “companhia metaversa”, que incentiva a interação social em uma grande sala virtual com pessoas de diversos lugares do mundo.

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook
CEO do Twiiter tira sarro do conceito ‘metaverso’ do Facebook. Imagem: Frederic Legrand/Shutterstock

Porém, o rival Dorsey compartilhou o tweet de um usuário do Twitter que ressalta o perigo desse futuro almejado por Zuckerberg. Na mensagem, o usuário cita uma da obra de ficção científica de Neal Stephenson, o livro Snow Crash, de 1992, para explicar o “metaverso”.

De acordo com a mensagem, o livro “descreveu [o metaverso] como um mundo virtual pertencente a corporações onde os usuários finais eram tratados como cidadãos em uma ditadura corporativa distópica”.

No fim da postagem, o usuário indaga se o escritor estaria certo nesta afirmação. Dorsey, responde à pergunta deixando claro que Neal estava correto. “Narrador: Ele estava”, escreveu o executivo.

Leia também!

Recentemente, o Facebook anunciou que deve criar cerca de 10 mil empregos só na Europa para auxiliar na construção deste conceito. Segundo o vice-presidente de assuntos globais do Facebook, Nick Clegg, a ideia é que essas novas posições sejam criadas dentro dos próximos cinco anos.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!