Novas informações da Apple indicam que o adaptador USB-C de 67W, incluído no modelo básico do MacBook Pro de 14 polegadas, não é compatível com o carregamento rápido do dispositivo. A bateria do novo modelo pode chegar de zero a 50% de carga em cerca de 30 minutos, no entanto, para atingir esta velocidade será necessário um carregador USB-C de 96W.

De acordo com a Apple, o carregador rápido do MacBook Pro de 14 polegadas será vendido a parte por aproximadamente US$ 20 (R$ 110). O acessório, no entanto, é incluído gratuitamente nos laptops com configuração Chip M1 Pro de 10 núcleos ou M1 Max.

publicidade

Em nota oficial, a Apple destaca:  

Dois adaptadores de energia estão disponíveis com o MacBook Pro de 14 polegadas. O adaptador de alimentação USB-C de 67 W é compacto e oferece um carregamento eficiente em casa, no escritório ou em trânsito. Está incluído na configuração padrão do MacBook Pro com M1 Pro com CPU de 8 núcleos, GPU de 14 núcleos e Motor Neural de 16 núcleos.

Ou você pode escolher o adaptador de alimentação USB-C de 96 W, que permite aproveitar o carregamento rápido, para que você possa ir de 0 a 50 por cento de carga em cerca de 30 minutos.

O adaptador de 96 W está incluído em qualquer MacBook Pro que tenha um chip M1 Pro com uma CPU de 10 núcleos ou um chip M1 Max.

Aqueles que optam pelo novo MacBook Pro de 16 polegadas também não precisam se preocupar com nenhuma limitação de carregamento rápido, já que todas as configurações de 16 polegadas incluem um adaptador de alimentação USB-C de 140W na caixa que é capaz de carregamento rápido.

M1 Pro e M1X

Os novos Macbooks Pro foram apresentados ao público durante o evento de outono (no hemisfério norte) da Apple.  Os novos modelos contam com versões  16,2 polegadas e outro de 14,2″ polegadas, e pelo menos no Brasil, eles serão um produto de alto luxo com preços a partir de R$ 26.999, mas é o preço que se paga para ter uma tecnologia de ponta como a dos novos processadores e das novas telas.

Leia mais:

Durante o evento, a fabricante apresentou duas novas variantes dos seus processadores baseados em arquitetura ARM, chamados de M1 Pro e M1 Max. Ambos continuam com o mesmo processo de fabricação de 5 nanômetros, mas o espaço que ocupam é maior, muito maior. Os MacBooks com o M1 Pro podem ser configurados com até 32 GB de RAM, e os modelos com o M1 Max, até 64 GB.

Além do salto de desempenho, os novos MacBooks Pro chamam a atenção pelo design renovado, e o teclado com a volta das teclas físicas no lugar da (agora finada) Touch Bar.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!