Com o lançamento próximo da nova geração do MacBook Pro, novos detalhes sobre o Apple M1 Pro e M1 Max também estão sendo revelados. De acordo com testes de benchmark dos processadores no Geekbench, o M1 Max pode oferecer gráficos até 181% mais potentes que a geração anterior.

De acordo com a plataforma de testes, a GPU do Apple M1 Max marcou 68870 pontos. Os resultados foram obtidos em um MacBook Pro de 16 polegadas com 64 GB de RAM. Em termos comparativos, a AMD Radeon Pro 5300M, presente no MacBook Pro da geração anterior, tem pontuação de apenas 24461 no Geekbench, mesmo quando comparado a modelos mais completos como a Radeon PRO 5600M, o M1 Max ainda tem gráficos 62% superiores.

publicidade

Com esta pontuação, o novo MacBook Pro com M1 Max atinge o mesmo nível do antigo iMac Pro que tinha modelo equipado com AMD Radeon Pro Vega 56.

Leia mais:

Apple M1 Pro e M1 Max

Os novos Macbooks Pro foram apresentados ao público durante o evento de outono (no hemisfério norte) da Apple.  Os novos modelos contam com versões  16,2 polegadas e outro de 14,2″ polegadas, e pelo menos no Brasil, eles serão um produto de alto luxo com preços a partir de R$ 26.999, mas é o preço que se paga para ter uma tecnologia de ponta como a dos novos processadores e das novas telas.

Durante o evento, a fabricante apresentou duas novas variantes dos seus processadores baseados em arquitetura ARM, chamados de M1 Pro e M1 Max. Ambos continuam com o mesmo processo de fabricação de 5 nanômetros, mas o espaço que ocupam é maior, muito maior. Os MacBooks com o M1 Pro podem ser configurados com até 32 GB de RAM, e os modelos com o M1 Max, até 64 GB.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!