As votações para as eleições do Brasil funcionam por meio de urnas eletrônicas espalhadas por todo o país desde 1996 e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) garante a total segurança dos dispositivos, bem como do resultado obtido pelos equipamentos.

Nos últimos anos, surgiram dúvidas com relação à segurança e levantou-se até mesmo a possibilidade de ter ocorrido fraude nas urnas eleitorais eletrônicas. Por isso até que uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), que defendia o voto impresso, acabou sendo criada. No entanto, a Câmara dos Deputados rejeitou a proposta, encerrando o assunto.

publicidade

O que muita gente não sabe é que o TSE frequentemente realiza o Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação (TPS) para apurar possíveis falhas nas urnas eletrônicas e ampliar a confiabilidade e transparência no processo eleitoral – preceitos básicos de sistemas democráticos como o brasileiro.

Urna eletrônica (Imagem: divulgação/TSE)
Como funciona o teste de segurança do TSE nas Urnas Eletrônicas? (Imagem: divulgação/TSE)

Como funciona o teste de segurança?

O Tribunal Superior Eleitoral realiza um evento, preferencialmente no ano anterior às eleições, onde qualquer pessoa com mais de 18 anos pode se inscrever para tentar quebrar as barreiras de segurança do processo eletrônico de votação.

Caso alguma falha seja descoberta, a equipe da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI/TSE) começa o trabalho de correção.

Após corrigir o problema, os investigadores responsáveis por identificar a falha são chamados novamente ao TSE para realizar novos testes e conferir se o problema foi realmente solucionado.

Leia também!

Quem pode participar do evento?

Como já dito, qualquer pessoa com mais de 18 anos pode se inscrever, porém, devem cumprir uma série de exigências presentes no edital do evento e, caso sejam aprovados, o próprio TSE financia os custos de passagens e diárias. O evento acontece na sede do Tribunal Superior Eleitoral em Brasília/DF.

A ideia do TPS é que a sociedade trabalhe junto com o TSE para evitar qualquer tentativa de fraude às eleições, melhorando a eficiência de todo o processo. As informações e dados do evento são disponibilizadas para imprensa e qualquer outro cidadão brasileiro para aumentar a transparência do evento.

Neste ano, o Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação acontecerá entre os 22 e 26 de novembro. O cronograma de todo o evento pode ser acessado no site oficial do TSE, basta clicar aqui.

Crédito da imagem de destaque: Divulgação/TSE

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!