Ciência e Espaço

Nova versão da Crew Dragon chega à base de lançamento

Por Rafael Arbulu, editado por Rafael Rigues
26/10/21 13h44, atualizada em 27/10/21 10h26

Imagem: SpaceX/Divulgação

A SpaceX obedeceu à risca o próprio calendário e posicionou a nova cápsula Crew Dragon em sua base de lançamento. Ela está prestes a voar para o espaço no próximo dia 31 (domingo, o mesmo dia do Halloween) na missão intitulada “Crew-3

Leia também

A ocasião marcará mais um transporte de astronautas e carga feito pela SpaceX em direção à Estação Espacial Internacional (ISS). A previsão é que o lançamento seja conduzido às 3h21 (horário de Brasília), na madrugada de domingo. Na nave, estarão os astronautas Thomas Marshburn, Raja Chari, Kayla Barron (Nasa) e Matthias Maurer (ESA).

Já no espaço a cápsula, recentemente batizada “Endurance, se encontrará com sua irmã da Crew-2, a Endeavour. Essa outra nave, acoplada à ISS há seis meses, trará de volta os astronautas Robert Kimbrough, Megan McArthur (Nasa), Akihiko Hoshide (JAXA) e Thomas Pesquet (ESA).

Garantindo as necessidades básicas, literalmente

Em uma coletiva de imprensa anunciando a prontidão da missão, representantes da Nasa e da SpaceX disseram que testes conduzidos na nova Crew Dragon foram aprovados sem problemas, mas ainda houve um “retrabalho” em uma parte deveras importante para a missão: a privada.

Elon Musk, CEO e fundador da SpaceX, já havia sinalizado isso (ainda que muitos tivessem levado em tom de humor): aparentemente, houve um problema com o sistema de despejo de resíduos da altamente bem-sucedida missão Inspiration4, que causou o vazamento de urina misturada com uma substância chamada Oxon em uma área debaixo do piso da cápsula. A preocupação era de que a mistura se tornasse corrosiva e causasse oxidação da estrutura da cápsula, o que felizmente não ocorre.

De acordo com a coletiva de imprensa, após o retorno da cápsula, análises mostraram o defeito, que foi prontamente consertado por meio de um novo design. Essa modificação foi instalada na Endurance para a missão Crew-3. Uma análise conduzida por astronautas a bordo da ISS mostra que o mesmo problema ocorre na Endeavour.

Agora mesmo, a Nasa e a SpaceX estão avaliando a nova versão do componente, a fim de obter rapidamente todas as qualificações certificadas necessárias para que o voo do Halloween não apresente…”vazamentos”, na falta de uma palavra melhor. Vale lembrar, porém, que a data do voo segue marcada, e nem empresa, nem agência acreditam que essas certificações vão atrasar o lançamento.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags