O Spotify agora tem 172 milhões de assinantes pagos e 381 milhões de usuários ativos mensais, de acordo com anúncio feito nesta quarta-feira (27) em seu último lançamento de resultados. Os números representam um aumento de 19% anual, algo que está em linha com o que a plataforma de streaming esperava no trimestre.

O crescimento significa que a empresa continua a ser o maior serviço de streaming de música do mundo. Embora os concorrentes Amazon Music e Apple Music não divulguem regularmente o número de assinantes, os resultados compilados pelo site Music Ally colocam a contagem de usuários em cerca de 55 milhões e 60 milhões, respectivamente.

publicidade

Até o final de 2021, o Spotify espera ter mais de 400 milhões de usuários ativos mensais e mais de 177 milhões de assinantes premium, o que está em linha com as projeções anteriores.

spotify
Com 381 milhões atualmente, Spotify prevê ter mais de 400 milhões de usuários até o fim de 2021. Imagem: Divulgação

A companhia viu também, graças ao aumento de receita média, um lucro de €$ 2 milhões (aproximadamente R$ 13 milhões), ante um prejuízo de €$ 101 milhões (cerca de R$ 652 milhões) no mesmo trimestre do ano anterior. Especialistas analisam que os números financeiros são relativamente incomuns para o Spotify – dada a ênfase da plataforma no crescimento em vez de lucro.

De qualquer forma, a receita média por usuário foi muito ajudada, obviamente, pelos recentes aumentos de preços da empresa.

Os ganhos foram impulsionados ainda pelo crescimento da publicidade em podcast, passando de 10 a 13% da receita total, conforme o The Wall Street Journal. O Spotify diz que a quantidade de usuários que se envolvem com podcasts está acelerando, e que a participação da modalidade nas horas de consumo geral atingiu um “máximo histórico” no 3º trimestre de 2021.

A quantidade de podcasts que existem no streaming atualmente está em 3,2 milhões, ante 2,9 milhões no final do trimestre anterior. O Spotify se orgulha de ser agora a “plataforma número um para podcasts que os ouvintes mais usam”, citando os próprios dados e um relatório da Edison Research.

Os bons números vêm no final de um trimestre relativamente calmo para o Spotify, que não foi marcado por nenhuma grande aquisição ou lançamento. Também ainda não há sinal de quando o Spotify HiFi, novo nível de streaming com qualidade de estúdio, será lançado. Previsões apontam algum momento até o início de 2022.

Em vez disso, a empresa fez mais pequenos ajustes no serviço, como lançar amplamente a capacidade de podcasters de adicionar pesquisas interativas com perguntas e respostas nos programas, além de lançar o recurso “Enhance”, que adiciona músicas automaticamente às listas de reprodução pré-existentes dos usuários.

Leia mais:

Fontes: The Verge e The Wall Street Journal

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!