A Rockstar Games parece ter decidido remover a bandeira dos Estados Confederados da coletânea de jogos ‘Grand Theft Auto: The Trilogy — The Definitive Edition‘ (mais conhecida como ‘GTA Trilogy‘). Em ‘Vice City’, originalmente lançado em 2002, um personagem do jogo ostentava na camisa que usava o símbolo considerado racista e preconceituoso, principalmente nos Estados Unidos (EUA).

O mais novo trailer da trilogia (confira no fim do texto) mostra o retorno do coadjuvante Phil Cassidy – um traficante de armas bêbado e idiota de primeira classe – não mais usando uma camiseta com o polêmico símbolo. Em vez disso, a estampa foi alterada para uma caveira e uma faixa amarela. É um verdadeiro momento no vídeo em que se você piscar, perderá – mas, caso realmente queira observar, o momento ocorre próximos aos 34 segundos.

publicidade

A ausência da bandeira dos confederados no trailer não significa necessariamente que a Rockstar removeu completamente o símbolo em toda a remasterização de ‘Vice City’ em ‘GTA Trilogy’, mas é um indicador potencial de que a bandeira pode estar ausente da coletânea quando a mesma lançada no próximo mês.

gta trilogy
‘GTA Trilogy’: Rockstar remove bandeira dos confederados do jogo. Imagem: Rockstar/Reprodução

Não é difícil entender por que a Rockstar removeu a bandeira dos confederados, um símbolo sinônimo de escravidão e da Guerra Civil que foi travada por ela. A medida, na verdade, segue na esteira de ações semelhantes, como a diversos jogos removidos da Apple App Store que apresentavam e/ou defendiam o símbolo, e a decisão da Twitch, em 2020, de banir totalmente o ícone da plataforma.

Para quem não sabe, a bandeira dos Estados Confederados é polêmica porque era utilizada pelos estados do Sul dos EUA durante a Guerra de Secessão, entre 1861 e 1865. As áreas da região defendiam, entre outras coisas, a manutenção da escravidão no país. O símbolo é visto nos dias de hoje com extremamente racista e preconceituoso no geral, sendo foi banido ou proibido em vários locais, até mesmo nas instalações do Exército estadunidense.

Leia mais:

A Rockstar ainda não abordou a mudança publicamente, nem respondeu aos pedidos de comentários solicitados pela imprensa. De qualquer forma, não demorará muito até que possamos colocar nossas mãos em ‘GTA Trilogy’.

As edições digitais da coletânea remasterizada serão lançadas em 11 de novembro para PC, PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X/S e Nintendo Switch, enquanto as versões físicas serão lançadas quase um mês depois, em 6 de dezembro. Em 2022, o título ganhará uma versão mobile.

‘GTA Trilogy’: decisão causa debate entre fãs

O assunto sobre a remoção da bandeira dos confederados foi publicado por um usuário do Reddit na última sexta-feira (22). Ele publicou a foto antiga e a atual do veterano de guerra que aparece em vários títulos da franquia. “A camisa de Phil Cassidy foi alterada para remover a bandeira confederada”, iniciou o usuário Chazza354.

“Em uma trilogia que ri diante do politicamente correto, o que mais eles alteraram para agradar ao público moderno? Anúncios/discussões de rádio? Diálogo dos personagens? Objetivos?”, questionou no post. O debate, claro, repercutiu no fórum, e muitos levantaram várias hipóteses diferentes para a decisão da Rockstar no ‘GTA Trilogy’.

Uma das possibilidades, in lusive, foi a de que o símbolo só foi removido do trailer, podendo estar presente ainda na versão final do game. “Não gosto da bandeira de batalha confederada na vida real, mas sou contra removê-la dos jogos. O objetivo de mostrá-lo no jogo era ser satírico, parodiar e tirar sarro dos rednecks. Uma das melhores maneiras de criticar pessoas más é por meio da paródia e da comédia”, disse outro usuário no Reddit.

Fontes: PC Gamer e GamesRadar+

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!