A quarta-feira (27) começou movimentada no mundo das criptomoedas, visto que os principais nomes do mercado cripto estão em queda. O motivo? O bitcoin não conseguiu manter a cotação acima de US$ 60 mil, recuando até 6,3% na manhã de hoje — após alcançar o maior valor da história, a criptomoeda já vinha registrando queda desde a última sexta-feira (22).

Até o momento da publicação, a moeda digital registra queda em torno de 5% (US$ 58,898.49). O valor mínimo observado foi de US$ 58.208, a pior cotação dos últimos quinze dias. Os dados foram retirados da plataforma CoinMarketCap.

publicidade
Ilustração de bitcoin
Bitcoin cai para menos de US$ 60 mil e derruba a cotação de outras criptomoedas. Imagem: Momentum Fotograh/Shutterstock

No Brasil, segundo o Índice do Portal do Bitcoin, o criptoativo está sendo negociado nas corretoras por cerca de R$ 330 mil.

Leia mais:

O analista Wu Blockchain foi um dos especialistas que sugeriu que fatores do mercado externo, como a queda no mercado de ações na Ásia e nos EUA, também impactaram no valor de negociação do bitcoin. 

Como de costume, a queda impactou outras criptomoedas. O ethereum, por exemplo, o segundo nome mais relevante no mundo das moedas digitais, caiu para menos de US$ 4 mil. Atualmente, o ativo registra queda de 3,9% e vale US$ 3.995,80.

Por fim, apesar do dia ruim, vale lembrar que o ‘Relatório de Previsões de Preço’ para o bitcoin realizado pela plataforma Finder.com sugere que a criptomoeda ainda pode se recuperar e ultrapassar US$ 80 mil (cerca de R$ 444 mil na cotação atual) ainda este ano.

Via: Portal do Bitcoin, CoinMarketCap

Créditos da imagem principal: rzoze19/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!