A variante Delta já domina por completo a situação da Covid-19 em São Paulo. Na capital paulista, segundo um sequencialmente genético feito pela prefeitura em parceria com laboratórios, 99,7% dos casos de coronavírus são causados pela cepa.

Em julho, foi registrado o primeiro caso da variante na cidade. Desde então, 4.077 casos da cepa foram identificados. Na última semana, foram 843 casos da variante delta

publicidade

A análise foi feita pela prefeitura junto com o Instituto Butantan, o Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (USP) e o Instituto Adolfo Lutz. A conclusão é de que apesar da circulação da cepa, não há um grande aumento dos casos de Covid-19 na capital.

Além da variante delta

Nesta quarta-feira (27), a Secretaria de Saúde do estado de São Paulo divulgou que o intervalo de aplicação da segunda dose da vacina da Covid-19 da Oxford/AstraZeneca passou de 12 para oito semanas. 

São Paulo já distribuiu a última remessa de doses para os municípios do estado, permitindo a antecipação, que foi definida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde.

Leia mais:

Entre os elegíveis para tomar a segunda dose da vacina, estão adultos entre 18 e 24 anos de idade. Além deles, são esperadas cerca de 1 milhão de pessoas que não compareceram aos postos para tomar a segunda dose da vacina da AstraZeneca na data programada. 

Já foram aplicadas na cidade 19,8 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 8,2 milhões de primeira dose, 327,3 mil de doses únicas e 748,9 mil de doses de reforço.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!