A fintech RecargaPay, que tem o Brasil como seu principal mercado, anunciou nesta quinta-feira (28) que captou cerca de US$ 10 milhões (R$ 56 milhões na cotação atual) em um investimento liderado pelo IDB Invest, que respondeu por US$ 7,5 milhões dessa quantia.

Segundo a empresa, parte do montante será destinado para expandir os recursos do seu aplicativo, que além de permitir efetuar pagamentos em boleto, transferências via Pix — que já é utilizado por 40 milhões de brasileiros — recargas de celular, dentre outros, também terá novidades voltadas para clientes que procuram alternativas aos bancos tradicionais.

publicidade
Aplicativo da fintech Recargapay
Aplicativo da fintech RecargaPay. Imagem: lidiasilva/Shutterstock

“Este investimento nos permitirá acelerar a democratização dos pagamentos móveis e serviços financeiros no Brasil”, declarou em comunicado, Rodrigo Teijeiro, fundador e CEO da RecargaPay. Segundo o executivo, o ecossistema de serviços da empresa “capacita milhões de clientes e comerciantes a lidar com seus pagamentos e atingir suas metas financeiras”. 

“Estamos particularmente entusiasmados em acelerar nosso roadmap de produtos com este investimento adicional”, finalizou.

Via: Exame

Leia mais:

Ebanx compra startup de pagamentos

A fintech brasileira Ebanx, que oferece uma plataforma corporativa de pagamento, divulgou nesta quarta-feira (27) que comprou a startup Juno, que também atua no segmento financeiro.

Wagner Ruiz, cofundador do Ebanx, ressaltou que se trata de uma “grande aquisição” para a estratégia de longo prazo da empresa, que atualmente opera pagamentos na América Latina para gigantes da indústria como a Amazon, Uber e Spotify.

Fundada em 2012 e avaliada em US$ 1 bilhão no fim de 2019, sua plataforma suporta diversas modalidades de pagamento em 15 países da região.

Créditos da imagem principal: Panchenko Vladimir/Shutterstock

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!