Zhang Yiming, fundador da ByteDance – empresa responsável pela rede social TikTok – se tornou o segundo homem mais rico da China, com uma fortuna de aproximadamente US$ 59,4 bilhões, cerca de R$ 333,3 bilhões na conversão atual.

O executivo está atrás apenas de Zhong Shanshan, dono das empresas Nongfu Spring, de água mineral, e da Wantai Biological Pharmacy Enterprise, especializada em produtos de medicina e diagnose, que cresceu muito com a alta demanda de testes de Covid-19.

publicidade
Fundador do TikTok, Zhang Yiming, se torna o segundo homem mais rico da China.
Imagem: Reprodução/Redes Sociais

A fortuna de Shanshan foi avaliada em cerca de US$ 60,5 bilhões – R$ 337,5 bilhões, de acordo com o instituto de Pesquisa Hurun, que foi responsável por realizar e divulgar o ranking dos bilionários na última quarta-feira (27).

A lista dos magnatas chineses sofreu o impacto de uma campanha governamental para controlar grandes fortunas.

O já conhecido Jack Ma, cofundador do Alibaba, que foi o líder da lista em 2020, desceu para a quinta colocação, após perder 36% da fortuna. Atualmente, sua conta bancária registra US$ 39,6 bilhões (R$ 220,9 bilhões).

As restrições das autoridades chinesas também afetaram Pony Ma, presidente do grupo de tecnologia Tencent, que é um dos maiores do ramo de internet local, e passou do segundo lugar em 2020 para a quarta posição em 2021.

O executivo teve uma perda de 19% na sua fortuna.

Leia também!

No entanto, a maior queda, com certeza, foi a de Xu Jiayin, fundador do grupo imobiliário Evergrande. O executivo liderou a lista em 2017 e, em 2020, ocupou o quinto lugar. Mas, em 2021, ele foi catapultado para a 70ª colocação.

A empresa imobiliária acumula uma dívida de US$ 300 bilhões – cerca de R$ 1,6 trilhão.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!