Encontrar os funcionários certos, mais do que qualquer ameaça à segurança cibernética, se tornou a preocupação número um dos executivos da área de Tecnologia da Informação e Comunicação. De acordo com um levantamento feito pela CNBC junto aos tomadores de decisões da indústria, 57% dos executivos norte-americanos disseram que a falta de mão de obra era sua principal preocupação.

Para outros 26%, os problemas da cadeia de suprimentos estavam no topo e menos de 20% citaram a segurança cibernética como seu maior medo. A pesquisa sugere que a pandemia levou trabalhadores a reavaliar sua relação com seus empregos, e muitos funcionários – em especial os que consideravam sua remuneração baixa – decidiram que não querem voltar aos seus velhos empregos.

publicidade
Desenvolvedor. Imagem: Shutterstock
Ao mesmo tempo que os trabalhadores do setor de TI estão reavaliando as suas relações com seus empregos, empresas ampliam vagas remotas. Imagem: REDPIXEL.PL/Shutterstock

A pesquisa CNBC, que foi realizada durante as duas primeiras semanas de outubro, descobriu ainda que cerca de 70% das empresas de tecnologia expandiram suas pesquisas de candidatos a empregos, aumentando as vagas para trabalhadores remotos. Em comparação com o início do ano, quase metade dos entrevistados disse que é mais difícil encontrar trabalhadores qualificados agora, um aumento acentuado em relação ao primeiro trimestre, quando foi de 36%. Quase um terço dos executivos de TI disseram que a busca ficou “significativamente mais difícil”, enquanto no início do ano essa declaração era verdade para apenas 6% dos entrevistados.

Leia mais:

Menos de 3% dos executivos entrevistados disseram que sua busca por talentos ficou mais fácil. Cerca de 20% disseram que o esforço para encontrar funcionários qualificados continua o mesmo do ano passado. Reter talentos também está se tornando um desafio: uma pesquisa da empresa de software de aprendizagem TalentLMS and Workable mostra que 72% dos 1.200 trabalhadores de tecnologia dos EUA entrevistados disseram que estão pensando em deixar seus empregos nos próximos 12 meses.

Entre os motivos estão: limitada progressão na carreira, falta de flexibilidade no trabalho, sentimento de desvalorização e ambientes de trabalho tóxicos.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!