Ciência e Espaço

Calendário astronômico de novembro tem eclipse lunar, não perca!

03/11/21 12h57, atualizada em 03/11/21 13h51
eclipse lunar nasa

Imagem: Nasa

A principal atração celeste em novembro é nossa velha companheira, a Lua. Um eclipse lunar parcial será visível (embora não completamente) aqui no Brasil, no dia 19. Além disso, teremos uma missão tripulada da Nasa e SpaceX (a Crew-3), o lançamento de mais um módulo russo para expandir a Estação Espacial Internacional e nada menos do que três chuvas de meteoros.

Veja abaixo nosso calendário astronômico de novembro com os eventos mais importantes. Lembramos que todas as datas, horários e referências geográficas consideram um observador baseado em Brasília, e podem ser ligeiramente diferentes de acordo com sua posição no país.

Calendário astronômico de novembro

2 a 3 de novembro: A chuva anual dos meteoros Taurídeos do Sul atinge o pico durante a noite. Ativos de meados de setembro a meados de novembro, eles raramente produzem mais de cinco meteoros visíveis por hora, mas a lua quase nova deve torná-los mais fáceis de avistar.

O fenômeno será visível a partir das 19h30, quando seu ponto de origem (radiante), a constelação Cetus (a Baleia), surge no céu a leste, e continuará ativo até o amanhecer, por volta das 5h30. O melhor momento para observação é por volta das 1h, quando o radiante está no ponto mais alto do céu.

4 de novembro: Urano está em oposição, o que significa que este é o momento do ano no qual ele aparece maior e mais brilhante no céu. Brilhando com magnitude 5,7, o planeta ficará visível a noite toda na constelação de Áries, na direção leste. Urano pode ser visível a olho nu em locais escuros, mas é melhor visto através de um telescópio ou binóculo.

6 de novembro: A Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA) usará um foguete Epsilon para lançar o Satélite 2 de Demonstração de Carga Útil Inovadora Rápida (RAISE 2), uma missão de demonstração de tecnologia. Ele vai decolar do Centro Espacial de Uchinoura, no Japão, às 21h48.

7 de novembro: Um foguete Falcon 9 da SpaceX lançará uma espaçonave Crew Dragon na missão Crew-3, o terceiro voo operacional de um astronauta para a Estação Espacial Internacional. A bordo estarão os astronautas da NASA Raja Chari, Thomas Marshburn e Kayla Barron, e o astronauta da Agência Espacial Europeia Matthias Maurer. Ele vai decolar do Complexo de Lançamento 39A no Kennedy Space Center da NASA, na Flórida, às 00h36.

A tripulação da missão Crew-3. Lançamento já foi adiado duas vezes. Imagem: Nasa/Divulgação

8 de novembro: Conjunção entre a Lua e Vênus, o que significa que eles estarão próximos um do outro no céu. Procure o par acima do horizonte a oeste, logo após o pôr do sol. O planeta será a estrela brilhante logo abaixo da Lua. 

10 de novembro: Conjunção entre a Lua e Saturno. Novamente, olhe para oeste logo após o pôr do sol. O planeta dos anéis será uma estrela abaixo e à direita da Lua.

11 de novembro: Conjunção entre a Lua e Júpiter. O planeta estará logo à direita da Lua após o pôr do sol, na direção oeste. 

11 a 12 de novembro: A chuva anual dos meteoros Taurídeos do Norte atinge o pico durante a noite. Ativa desde o final de outubro até meados de dezembro, ela tem baixa intensidade não deve produzir mais do que três “estrelas cadentes” visíveis por hora.

Ela estará ativa a partir das 19h, quando seu radiante, a constelação de Touro, surgir no horizonte a leste, e continuará por toda a noite até as 5h. O melhor horário para observar, entretanto, é por volta da 1h.

12 de novembro: A Rocket Lab usará um foguete Electron para lançar dois satélites de observação da Terra para a empresa BlackSky Global, sediada em Seattle. A missão, apelidada de “Love At First Insight“, decolará da Península de Mahia, na Nova Zelândia, às 23h25. EST (0425 GMT). A empresa espera recuperar o primeiro estágio do foguete, que poderá ser reusado em missões futuras.

Tornar o Electron reutilizável, como os Falcon 9, é chave para que a Rocket Lab reduza o custo de seus lançamentos. Imagem: Rocket Lab

15 de novembro: Um foguete Arianespace Vega lançará três satélites CERES para os militares franceses. (CERES significa “Capacité de Renseignement d’origine Electromagnétique Spatiale”, que se traduz como “Capacidade de inteligência de origem eletromagnética do espaço”.) A missão vai decolar do espaçoporto da Guiana perto de Kourou, Guiana Francesa, às 6h27.

16-17 de novembro: Uma das chuvas de meteoros mais esperadas do ano, a chuva dos meteoros Leonídeos, atinge o pico durante a noite, mas estará ativa durante todo o mês. Ela será visível a partir das 00h59, quando seu radiante (a constelação do Leão) surge no horizonte a leste. Ela está ativa até o amanhecer, por volta das 5h, e o melhor momento para observar é logo antes disto.

18 de novembro: a SpaceX usará um foguete Falcon 9 para lançar o segundo satélite de vigilância por radar COSMO-SkyMed Segunda Geração (CSG-2) para a agência espacial italiana. Ele vai decolar do Cabo Canaveral, Flórida, às 20h11.

19 de novembro: Um eclipse lunar parcial será visível nas Américas do Norte e do Sul, Austrália e partes da Europa e Ásia. A Lua entrará na sombra externa da Terra, conhecida como penumbra, às 3h02.

O eclipse parcial, quando a lua escurecerá de forma mais perceptível, começa às 4h18. Entretanto, a maior parte do país não poderá observar o eclipse máximo, que ocorre às 6h02, pois a Lua já estará abaixo do horizonte.

22 de novembro: Um foguete Atlas V da United Launch Alliance lançará a missão rideshare STP-3 para a Força Espacial dos EUA. Ele vai decolar da Estação da Força Espacial em Cabo Canaveral, na Flórida, em horário ainda não definido.

24 de novembro: Um foguete SpaceX Falcon 9 lançará a missão Double Asteroid Redirection Test (DART) da NASA da Base Aérea de Vandenberg na Califórnia, 3h20. Ela tem como objetivo estudar um método para alterar a órbita de um asteroide através de um impacto com uma espaçonave de pequeno porte. Seu alvo é o asteroide 65803 Didymos, classificado como “potencialmente perigoso” e sua lua, chamada Dimorphos, 

Também no dia 24, a Rússia usará um foguete Soyuz para lançar um novo módulo para a Estação Espacial Internacional. O Módulo Uzlovoy, também conhecido como Prichal, será acoplado ao módulo científico Nauka da Rússia e servirá como porto de atracação para veículos russos. A missão será lançada do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, às 10h06.

27 de novembro: A Rocket Lab usará um foguete Electron para lançar dois satélites de observação da Terra para a empresa BlackSky Global, sediada em Seattle. A missão vai decolar da Península de Mahia, na Nova Zelândia, em horário ainda não definido.

30 de novembro: Um foguete Arianespace Soyuz lançará dois satélites para a constelação de navegação Galileu, da Europa. Ele vai decolar do Centro Espacial da Guiana próximo a Kourou, Guiana Francesa, às 21h35.

Leia mais:

Como se orientar

Para acompanhar nosso calendário astronômico, é importante saber em que direção olhar e como identificar os principais pontos cardeais. Para isso, você pode usar um velho truque, uma bússola ou um app de astronomia em seu celular.

O velho truque é baseado numa frase que você deve ter aprendido na escola: “o sol nasce a leste e se põe a oeste”. Fique em pé e estique os braços, com o direito apontando para o nascente, e o esquerdo para o poente. Então você terá o leste à direita, o norte à frente, o oeste à esquerda e sul atrás de você.

Quanto às bússolas, quem usa um iPhone não precisa de um app extra: basta usar o “Bússola”, que é parte do iOS. Para Android minha recomendação é o “Apenas uma bússola”, da PixelProse SARL, que é bonito, simples, gratuito e, mais importante, sem anúncios.

O SkySafari usa bússola e GPS para identificar as estrelas para as quais o celular está apontando. Imagem: Simulation Curriculum

Outra opção é usar um app de astronomia, que usa a bússola do celular e sua localização obtida via GPS identificar o que você está apontando ou indicar para onde olhar. Uma boa opção é o Sky Safari, da Simulation Curriculum Corp., que está disponível em versões para Android e iOS e pode ser usado gratuitamente. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Tags